Divulgação
Divulgação

Grêmio compra Maicon e Geromel e renova com Marcelo Grohe

Tricolor consegue manter peças importantes para Libertadores

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2015 | 18h57

"Atenção, gremistada! Tem novidade para a torcida tricolor. E não é só uma, são três." Com essa postagem no Twitter, o Grêmio deu início a uma forma diferente de dar boas notícias aos seus torcedores. Com três postagens em cinco minutos, o clube anunciou que assinou em definitivo com o meia Maicon e o zagueiro Pedro Geromel e que estendeu o contrato do goleiro Marcelo Grohe.

Manter o elenco de 2015 era prioridade para a diretoria do Grêmio. O problema é que jogadores importantes do elenco estavam em Porto Alegre por empréstimo. Para manter Maicon, o clube gaúcho precisou pagar R$ 7 milhões ao São Paulo, sendo metade à vista e o restante parcelado.

Geromel pertencia ao Colônia, da Alemanha, e também teve seus direitos federativos e econômicos adquiridos agora pelo Grêmio, ainda que seu contrato de empréstimo só se encerrasse em julho. O zagueiro, pelo pouco que explicou o clube gaúcho no Twitter, assinou até o fim de 2019. O contrato de Maicon é um pouco mais curto e se encerra em 30 de junho de 2019.

Ao mesmo tempo em que anunciou os "reforços", o Grêmio também informou que renovou o contrato do goleiro Marcelo Grohe, da seleção, até o fim da temporada de 2020. Grohe é o atleta do elenco atual que mais vestiu a camisa do Grêmio, com 244 jogos.

Mas o Grêmio não teve só sucesso nas suas negociações. O clube queria garantir também a permanência do lateral-direito Rafael Galhardo, que estava emprestado pelo Santos, mas não convenceu os paulistas a vendê-lo por um valor dentro do orçamento gaúcho.

"Infelizmente temos que afirmar isso para a torcida. Tentamos uma negociação de todas as formas mas não tivemos acerto nos moldes dentro dos padrões do Grêmio", disse Rui Costa, diretor de futebol, em entrevista à Rádio Guaiba.

Como já havia se precavido para o caso de não renovar com Galhardo, o Grêmio deve anunciar nos próximos dias a contratação do lateral-direito Wallace, que pertence ao Chelsea, mas está emprestado ao Carpi, da primeira divisão da Itália. O defensor, formado na base do Fluminense, chega para mostrar serviço ao técnico Dunga e tentar ir à Olimpíada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.