Fernando Vergara/AP
Fernando Vergara/AP

Grêmio anuncia que vai denunciar apedrejamento sofrido na Colômbia

Ônibus do time gaúcho foi atingido a caminho do aeroporto, após derrota por 2 a 1 para o Junior Barranquilla

EFE

25 de fevereiro de 2011 | 14h18

SÃO PAULO - O Grêmio informou nesta sexta-feira que apresentará uma queixa formal à Conmebol por ter tido seu ônibus apedrejado quando deixava o Estádio Metropolitano nesta quinta, após derrota por 2 a 1 para o Junior Barranquilla, pelo grupo 2 da Taça Libertadores.

 

O vice-presidente do Tricolor, Antonio Vicente Martins, que comandava a delegação que viajou à Colômbia, relatou à Rádio Gaúcha que o incidente destruiu três janelas do ônibus no qual os jogadores se dirigiam ao aeroporto de Barranquilla.

 

"Estávamos todos meio dormindo. Acordamos sobressaltados, achando até que fosse tiro, pelo barulho", disse o dirigente, que reprimiu a ação, mas deixou claro que ninguém se machucou.

 

"Não houve consequências graves. Ninguém sofreu ferimentos, mas é lamentável. Trata-se de uma atitude reprovável", completou o dirigente, quem tirou fotografias do veículo após o ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.