Andrés Cristaldo/EFE
Andrés Cristaldo/EFE

Grêmio bate Libertad e só depende de si para ir às oitavas da Libertadores

Everton foi o destaque da partida no Paraguai ao marcar os dois gols da equipe de Renato Gaúcho

Redação, Estadão Conteúdo

23 de abril de 2019 | 21h34

O Grêmio derrotou o Libertad, por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Assim, chegará para o seu último compromisso nesta etapa da competição só dependendo das suas forças para avançar às oitavas de final. O atacante Everton marcou os dois gols da partida.

Com o resultado, o time do técnico Renato Gaúcho assumiu a vice-liderança do Grupo H, com sete pontos, contra 12 da equipe paraguaia. A Universidad Católica soma seis, enquanto o Rosario Central só tem um. Nesta quarta-feira, as duas equipes se enfrentam na Argentina.

Campeão em 2017 e semifinalista em 2018, o Grêmio vai decidir com a Universidad Católica, em 8 de maio, em Porto Alegre, o segundo lugar na chave, que garantirá uma vaga nas oitavas de final da principal competição sul-americana.

O JOGO 

O Grêmio começou o duelo com a iniciativa do ataque e valorizando a posse de bola. As melhores jogadas surgiram pelo lado esquerdo com Cortez e Everton. Apesar do domínio, o time de Renato Gaúcho não incomodava o goleiro Martín Silva. O Libertad foi mais objetivo. Toda vez que ia ao ataque levou perigo para Paulo Victor. Foi assim com Bareiro, Espinoza e Riveros.

Mas o talento sempre desequilibra. Aos 28 minutos, Alisson tocou para Everton no meio da zaga paraguaia. Com dois cortes secos, o atacante ficou livre e bateu sem defesa para o ex-goleiro do Vasco: 1 a 0 para o Grêmio.

Em desvantagem, o Libertad foi ao ataque e os espaços surgiram em seu setor defensivo. O Grêmio aproveitou e só não aumentou a vantagem por causa de boas defesas de Martín Silva. Uma vez com Jean Pyerre e outra com Everton, o melhor da primeira etapa.

O Grêmio voltou recuado no segundo tempo, apostando nos contra-ataques. O Libertad passou a dominar as ações, a bela atuação da dupla de zaga formada por Geromel e Kannemann garantia a segurança de Paulo Victor. Mais uma vez a individualidade quase definiu a fatura gremista, aos 26 minutos. Jean Pyerre passou por dois zagueiros e tentou encobrir Martín Silva, mas a bola bateu no travessão.

O Libertad aumentou a pressão. Geromel e Paulo Victor tiveram de entrar em ação. No contra-ataque, Diego Tardelli, que entrou no lugar de André, também forçou Martín Silva a fazer mais uma bela defesa. Mas, aos 36, Cardozo esbanjou categoria para deixar Recalde livre para empatar. Paulo Victor, de forma sensacional, mandou para escanteio.

E se o Libertad perdeu essa chance, o Grêmio, não. Aos 38, Pepê, que substituiu Alisson, puxou o contra-ataque e tocou para Everton. Incansável, o atacante partiu para cima da zaga paraguaia, passou por dois rivais e bateu sem defesa para Martín Silva: 2 a 0.

O fim do jogo ainda reservou mais emoções. Paulo Victor voltou a brilhar em cabeceio de Recalde e Pepê só não teve grande chance de fazer o terceiro gol do Grêmio por causa do erro da arbitragem, ao marcar impedimento. Para fechar, mais uma bela defesa de Martín Silva em chute longo de Jean Pyerre. O Grêmio está mais vivo do que nunca na Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

LIBERTAD 0 X 2 GRÊMIO

LIBERTAD - Martín Silva; Iván Piris, Luis Cardozo, Canale e Espinoza; Ángel Cardozo (Jorge Recalde), Mejía, Riveros (Alan) e Bareiro; Edgar Benítez (Adrián Martínez) e Óscar Cardozo. TÉCNICO: José Chamot.

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo Gomes, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Michel), Matheus Henrique, Jean Pyerre e Alisson (Pepê); André (Diego Tardelli) e Everton. TÉCNICO: Renato Gaúcho.

GOLS - Everton, aos 28 minutos do primeiro tempo e aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alexis Herrera (Fifa/Venezuela).

CARTÕES AMARELOS - Ángel Cardozo, Matheus Henrique, Edgar Benítez, André, Jean Pyerre, Cardozo, Recalde.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Defensor Del Chaco, em Assunção (Paraguai).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.