Divulgação
Divulgação

Grêmio bate líder Cruzeiro por 3 a 1 e entra no G4

Resultado deixa o time mineiro somente três pontos atrás da equipe gaúcha, que ainda lidera o Brasileirão

ELDER OGLIARI, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 00h17

PORTO ALEGRE - O Grêmio venceu o Cruzeiro por 3 a 1, nesta quarta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time gaúcho soube se aproveitar da expulsão do volante Souza no final do primeiro tempo e construiu o placar durante o segundo, quando tinha um jogador a mais em campo.

Com o resultado, o Grêmio subiu muito na tabela de classificação e conseguiu entrar no G4 - a zona de classificação à Copa Libertadores. Está na quarta posição, com 22 pontos, apenas três atrás do ainda líder Cruzeiro, que pode perder a colocação para o Botafogo, que tem a mesma pontuação e joga nesta quinta contra o Internacional, no Rio de Janeiro.

Durante todo o primeiro tempo, o Cruzeiro não só controlou bem os movimentos do Grêmio como foi mais perigoso no ataque. O time visitante assustou a defesa local com um chute forte de Ricardo Goulart, para fora, logo aos seis minutos, e duas conclusões, de Everton Ribeiro aos 12, e de Vinícius Araújo aos 28, que Dida defendeu.

O clube tricolor só teve uma chance aos 30 minutos, em um lance em que Kleber chutou e um zagueiro conseguiu afastar a bola da área. Pouco depois aconteceram dois lances decisivos para o jogo. Aos 31, Vinícius Araújo mandou a bola no travessão e, na sequência do lance, Bressan cometeu pênalti em um toque de mão. Everton Ribeiro bateu no canto esquerdo e Dida defendeu. Aos 36, Souza segurou Barcos pela camisa e, como já tinha sido advertido com cartão amarelo, foi expulso.

Sem ter aproveitado o pênalti para estabelecer vantagem no placar e com um jogador a menos, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo prevendo pressão do Grêmio e disposto a segurar o adversário com a presença de mais um volante, Leandro Guerreiro, no lugar do atacante Vinícius Araújo.

Mas o cuidado redobrado não foi suficiente. Aos 12 minutos, Guilherme Biteco cobrou escanteio, pegou o rebote e mandou a bola para a área de novo. Rhodolfo concluiu de cabeça, Fábio rebateu e Werley aproveitou para marcar o primeiro gol do jogo. Logo depois, aos 15, Maxi Rodriguez lançou Barcos, que desviou a bola de Fábio e comemorou o segundo gol tricolor.

O Cruzeiro descontou aos 21 minutos com Nilton, de falta. Mas o Grêmio restabeleceu uma vantagem confortável aos 27 com Kleber, que estava atento a um rebote do goleiro do Cruzeiro depois de Alex Telles cobrar falta no canto.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 3 x 1 CRUZEIRO

GRÊMIO - Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan (Guilherme Biteco); Pará, Ramiro, Souza, Maxi Rodríguez (Matheus Biteco) e Alex Telles; Kleber (Paulinho) e Barcos. Técnico: Renato Gaúcho.

CRUZEIRO - Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton (Lucas Silva), Souza, Everton Ribeiro (William) e Ricardo Goulart; Luan e Vinícius Araújo (Leandro Guerreiro). Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS - Werley, aos 12, Barcos, aos 16, Nilton, aos 21, e Kleber, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rhodolfo e Bressan (Grêmio); Bruno Rodrigo e Luan (Cruzeiro).

CARTÃO VERMELHO - Souza (Cruzeiro).

ÁRBITRO - Paulo César Oliveira (Fifa/SP).

RENDA - R$ 508.415,00.

PÚBLICO - 16.529 pagantes (17.330 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmioCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.