Grêmio consegue efeito suspensivo para Léo, Rever e Morales

Líder do Brasileiro, clube gaúcho poderá utilizar jogadores no duelo deste domingo contra a Portuguesa

Agência Estado,

16 de outubro de 2008 | 22h08

O Grêmio ganhou o primeiro round da batalha que trava com o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que sejam revistas as punições aos zagueiros Léo e Rever e ao atacante uruguaio Morales. No fim da tarde desta quinta-feira, o vice-presidente do tribunal, Virgílio Val, que exerce interinamente a presidência da corte, acatou o pedido de efeito suspensivo feito pela diretoria do clube para as punições que tiram Léo do Campeonato Brasileiro (pegou 120 dias), Morales de oito jogos da competição e Rever dos três próximos duelos.  Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Assim, os três poderão enfrentar a Portuguesa neste domingo, em São Paulo, uma partida decisiva para a equipe gaúcha tentar manter a liderança do Campeonato Brasileiro. Com os três importantes titulares, Celso Roth aposta numa vitória no Canindé e num tropeço do Palmeiras no clássico contra o São Paulo, no Palestra, para aumentar a distância para o vice-líder. O Grêmio poderá continuar escalando os três até o julgamento final do Pleno do STJD, ainda sem data definida. A repercussão negativa das penas aplicadas aos jogadores ajudou o Grêmio. Até o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff - ex-presidente do Grêmio -, teria telefonado a Virgílio Val para falar sobre o assunto. Dirigentes da CBF e representantes da TV Globo, que detém os direitos de transmissão do Brasileirão, também teriam manifestado preocupação com o caso. Nesta quinta-feira, no CT do Grêmio, os jogadores foram proibidos de falar com os jornalistas para evitar que, de cabeça quente, dessem alguma declaração que pudesse complicar ainda mais a situação do clube. Mas o presidente Paulo Odone, que já disse ver semelhanças entre este campeonato e o de 2005, quando o título conquistado pelo Corinthians passou pela interferência do STJD, que anulou 11 partidas, voltou à carga contra o tribunal por meio do site oficial do clube. O dirigente não fez acusações diretas ao STJD, mas expressou sua revolta: "As penas excluíram do campeonato Morales e o Léo, além de tirar o Rever de metade dele, todos titulares do Grêmio. Quando este excesso na penalização é tão grande, chama atenção e revolta a todos." Responsável pelas denúncias, o procurador-geral do tribunal, Paulo Schmidt, reconheceu que houve exagero nas punições e vai revê-las no fim do mês. "Foi um pouco além, um pouco excessivo", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série AGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.