Grêmio culpa Heber Roberto Lopes por derrota no Rio

A arbitragem de Heber Roberto Lopes na derrota por 2 a 0 para o Fluminense, na noite de quinta-feira, no Engenhão, irritou os jogadores, a comissão técnica e os dirigentes do Grêmio. Para a equipe gaúcha, o árbitro deveria ter marcado um pênalti no atacante Jonas, supostamente cometido pelo zagueiro Leandro Euzébio, quando o time carioca vencia apenas por 1 a 0.

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 09h29

"Existem penalidades que até podem não ser marcadas, como foi no último Gre-Nal, mas a penalidade de hoje foi diferente. Foi clara, na minha frente. O Grêmio foi operado aqui no Engenhão", afirmou o presidente Duda Kroeff, culpando Heber Roberto Lopes pela derrota no Rio.

O dirigente acredita que o Grêmio tem totais condições de obter uma vaga na próxima edição da Libertadores, mas pediu para a equipe esquecer a possibilidade de faturar o título do Campeonato Brasileiro. "O sonho da Libertadores não acabou, temos que focar total. Esquecer um pouco essa ideia de titulo", disse.

A derrota para o Fluminense levou o Grêmio a cair para a nona colocação no Brasileirão, com 47 pontos. A equipe volta a jogar na próxima quarta-feira, em Goiânia, contra o Goiás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.