Grêmio demite Mancini e pensa na volta de Celso Roth

Diretoria não estava contente com metodologia do atual treinador, apesar da equipe estar invicta

Redação,

14 de fevereiro de 2008 | 22h34

Mesmo sem perder jogo algum, o técnico Vágner Mancini foi demitido do comando técnico do Grêmio na noite desta quinta-feira, de acordo com a própria diretoria do clube gaúcho. Para os diretores do Grêmio, o ápice foi a magra vitória por 1 a 0 diante do Jaciara-MT, pela Copa do Brasil. A expectativa era que o time golearia com facilidade, mas a equipe novamente não engrenou."Entendemos que, mesmo com o time invicto, era ora de fazer algo, e optamos pela troca do comando técnico. O Vágner [Mancini] é uma ótima pessoa, mas está na hora de procurarmos outro caminho, pois achamos que o Grêmio pode render mais", disse o assessor de futebol do clube, Paulo Pelaipe, à Rádio Gaúcha.Agora, o foco é a contratação de um velho conhecido: Celso Roth que, em 2007, comandou o Vasco da Gama, com relativo sucesso, sendo demitido após altos e baixos com a equipe carioca no Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.