Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Grêmio derrota Rosario e segue vivo na briga por vaga nas oitavas da Libertadores

Equipe gaúcha supera os argentinos e continua com chances de classificação para a próxima fase

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2019 | 00h03

O Grêmio manteve suas chances de classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira, ao derrotar o Rosario Central, por 3 a 1, na sua arena, em Porto Alegre, pela quarta rodada da fase de grupos.

Com a vitória, o time de Renato Gaúcho chegou aos quatro pontos, na terceira posição no Grupo H. O Grêmio foi favorecido pela vitória do Libertad, por 3 a 2, sobre o Universidad Católica. O time paraguaio tem 12 pontos, quanto a equipe chilena ficou com seis, na segunda posição. E o Rosario só tem um.

O Grêmio volta a jogar pela Libertadores no dia 23, quando viaja para o Paraguai, onde vai enfrentar o Libertad. O último compromisso da equipe na fase de grupos está marcado para 8 de maio, em Porto Alegre, diante da Universidad Católica. Duas vitórias dão a vaga para a equipe brasileira na próxima fase.

O JOGO - O primeiro tempo foi marcado por um duelo particular entre o atacante Everton e o goleiro Ledesma. E o argentino levou vantagem, ao defender três finalizações. Em um quarto lance, aos 18 minutos, Everton fez grande jogada pela esquerda, ao ultrapassar por dois adversários e chutar bonito, mas a bola saiu por pouco.

A torcida gremista, que deu grande apoio, ficou tensa com o gol do Universidad Católica sobre o Libertad, no Chile. O resultado diminuía as possibilidades de classificação do time gaúcho. Mas as coisas mudariam. Em nova jogada de Everton, sempre com muita velocidade pela esquerda, Jean Pyerre surgiu livre dentro da área argentina e só teve o trabalho de desviar do goleiro para abrir o placar, aos 30 minutos.

No fim da primeira etapa, a torcida do Grêmio voltou a festejar por mais duas vezes, com os gols do Libertad, que virou para cima da Universidad Católica, aumentando as esperanças gaúchas.

O Grêmio voltou para o segundo tempo ainda mais animado. André (duas vezes) e Leonardo Gomes perderam boas oportunidades. O segundo gol parecia questão de tempo. E ele saiu aos oito minutos. Jean Pyerre, que se comportou como um veterano apesar dos seus apenas 20 anos, fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Leonardo Gomes marcar: 2 a 0.

Em desvantagem no placar e com apenas um ponto conquistado, o Rosario Central foi ao ataque, enquanto o Grêmio se posicionou à espera dos contra-ataques. Mas o time argentino não teve força para agredir, enquanto a equipe gaúcha pareceu mudar sua concentração para o primeiro jogo da final do Estadual, domingo, diante do rival Internacional.

Em uma das raras oportunidades na parte final do jogo, Herrera honrou o apelido de "quase gol", ao cabecear para a primeira defesa de Paulo Victor na partida. Mas ainda havia tempo para o Grêmio melhorar seu saldo. Em noite inspirada, Leonardo Gomes arriscou de fora da área e acertou um chute colocado para fazer 3 a 0. Logo em seguida, o Libertad fez 3 a 1 sobre a Universidad Católica - o jogo terminou 3 a 2. A situação só não ficou melhor por causa do gol de Aguirre, aos 41 minutos.

Assim, a torcida, os jogadores do Grêmio e o técnico Renato Gaúcho ainda sonham com o quarto título sul-americano.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 X 1 ROSARIO CENTRAL

GRÊMIO - Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Thaciano), Matheus Henrique, Jean Pyerre (Rômulo) e Diego Tardelli (Alisson); Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.

ROSARIO CENTRAL: Ledesma; Molina, Barbieri, Recalde e Parot (Rizzi); Ojeda, Villagra, Aguirre, Pereyra (Vergara) e Herrera; Barrera (Riaño). Técnico: Diego Cocca.

GOLS - Jean Pyerre, aos 30 minutos do primeiro tempo. Leonardo Gomes, aos oito e aos 36; Aguirre aos 41 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - André Rojas (Fifa/Colômbia).

CARTÕES AMARELOS - André, Barbieri, Herrera, Ojeda, Kannemann, Matheus Henrique.

RENDA - R$ 921.410,00.

PÚBLICO - 27.732 pagantes (30.251 presentes).

LOCAL - Arena Grêmio, Porto Alegre.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.