Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio divulga balanço com superávit de R$ 11,68 milhões no primeiro trimestre

Documento contábil também demonstra que o clube teve receita bruta de R$ 92,37 milhões no período

Redação, Estadao Conteudo

22 de maio de 2020 | 20h53

O Grêmio teve superávit de R$ 11,68 milhões nos três primeiros meses do ano. O resultado financeiro positivo foi divulgado pelo clube em seu balanço trimestral, tendo registrado apenas os efeitos iniciais da crise do coronavírus, já que sua última partida foi disputada em 15 de março.

O documento contábil também demonstra que o Grêmio teve receita bruta de R$ 92,37 milhões no período. Já as despesas com a atividade esportiva foram de R$ 70,14 milhões, com um Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 22,23 milhões.

Apesar do resultado positivo, o Grêmio estimava arrecadar R$ 50 milhões com a venda de atletas até março, mas obteve receita de apenas R$ 18,5 milhões em negociações. Já com os sócios, outra fonte importante de arrecadação, recebeu R$ 19,3 milhões, R$ 2 milhões a menos do que previa.

O balanço pode trazer algum alívio ao Grêmio, mas o atual cenário preocupa a direção do clube, em função das perdas de receita com bilheteria, sócios, patrocínios e direitos de transmissão dos jogos durante o período de paralisação das competições - o elenco completou a terceira semana de treinos, com a estimativa de que o Campeonato Gaúcho possa ser retomado na segunda metade de julho, caso as condições sanitárias estejam melhores até lá.

O Grêmio marcou a avaliação do balanço trimestral para a próxima quinta-feira, quando será realizada sessão ordinária virtual do Conselho Deliberativo do clube.

Tudo o que sabemos sobre:
Grêmiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.