LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Grêmio domina Chapecoense, mas perde e é vaiado na estreia em casa pela Série B

Conjunto tricolor contesta decisões da arbitragem e se vê prejudicado por falta de marcação de um pênalti no segundo tempo

Redação, Estadão Conteúdo

15 de abril de 2022 | 21h57

O Grêmio permanece sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de estrear com empate sem gols diante da Ponte Preta, em Campinas, o time gaúcho fez seu primeiro jogo na Arena Grêmio e acabou derrotado pela Chapecoense, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira. Depois de ver o adversário dominar boa parte do duelo, Matheus Bianqui saiu do banco de reservas e deu a vitória para o time visitante, com gol no segundo tempo. Uma estreia em casa negativa do Grêmio, diante de mais de 23 mil torcedores, que não pouparam vaias ao final da partida.

Com o resultado, a Chapecoense - também havia estreado com um empate, por 1 a 1, diante do Ituano - foi aos quatro pontos e assumiu a liderança provisória. Já o Grêmio está estacionado com um ponto e viu seus principais adversários na briga pelo acesso saírem na frente.

O time gaúcho controlou a partida desde o começo, tendo mais posse de bola e criando as melhores chances nos primeiros minutos. A primeira oportunidade real de gol saiu aos 14 minutos, quando Bitello deu um passe de calcanhar para Ferreira, que chutou de primeira, mas o goleiro Vagner voou na bola para fazer a defesa.

Do outro lado, a Chapecoense se fechava bem na defesa e tentava responder em contra-ataques rápidos. Aos 22, Fernando avançou com liberdade e cruzou na medida para Perotti, que mesmo de frente para o gol, cabeceou para fora. Nos minutos finais, o Grêmio teve mais duas boas chances. Aos 34, Bitello levantou na área e Elias cabeceou para fora e, aos 45, Lucas Silva arriscou um chute cruzado que saiu por cima do gol. O primeiro tempo terminou zerado.

Na volta do intervalo, o duelo seguiu da mesma forma, com o Grêmio pressionando e a Chapecoense se defendendo. Aos cinco minutos, Campaz arriscou de fora da área e Vagner teve que se esticar inteiro para fazer a defesa. A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco e os dois times passaram a buscar espaços para chegar com perigo ao gol adversário.

Em um desses lances, aos 29 minutos, a Chapecoense pulou na frente do placar. Derek serviu Matheus Bianqui, que encheu o pé. A bola ainda bateu no travessão e depois morreu no fundo das redes. A partir daí, o Grêmio se mandou ao ataque para pelo menos chegar ao gol de empate, mas sem sucesso.

Os dois times voltam a campo no final da próxima semana para a disputa da terceira rodada da Série B. Na quinta-feira (21), feriado de Tiradentes, o Grêmio recebe o Guarani, na Arena Grêmio, às 16h30. Na sexta-feira (22), a Chapecoense recebe o Vasco, na Arena Condá, às 21h30.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 X 1 CHAPECOENSE

GRÊMIO - Brenno; Rodrigues (Edilson), Pedro Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Villasanti, Lucas Silva (Gabriel Silva) e Bitello (Kevin Quejada); Campaz (Gabriel Teixeira), Elias (Ricardinho) e Ferreira. Técnico: Roger Machado.

CHAPECOENSE - Vagner; Ronei, Léo, Victor Ramos e Fernando; Marcelo Freitas, Betinho (Matheus Bianqui), Lima (Derek) e Luizinho (Orejuela); Maranhão (Claudinho) e Perotti (Xandão). Técnico: Gilson Kleina.

GOL - Matheus Bianqui, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRA - Edina Alves Batista (SP).

CARTÕES AMARELOS - Victor Ramos, Luizinho e Matheus Bianqui(Chapecoense).

PÚBLICO - 23.500 presentes.

RENDA - R$ 975.461,00.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.