Neco Varella/AE
Neco Varella/AE

Grêmio e Atlético-MG empatam por 2 a 2 e seguem mal no Brasileirão

Partida no Olímpico é marcada por soco de gremista em atleticano, que teve o nariz fraturado

Elder Ogliari, Agência Estado

03 de agosto de 2011 | 21h54

PORTO ALEGRE - Grêmio e Atlético Mineiro empataram por 2 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, e continuaram patinando na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O time mineiro tem 15 pontos, em 14 jogos, enquanto que o gaúcho tem 14, em 13 jogos. Ambos estão muito próximos da zona de rebaixamento.

Como estão mal na competição, os dois clubes jogaram pressionados pela necessidade de vencer. Ao longo de todo o primeiro tempo, o Grêmio não conseguiu se livrar do nervosismo e foi vaiado diversas vezes pela torcida. Mais tranquilo, o Atlético explorou as jogadas de contra-ataque, sobretudo às costas de Lúcio, e criou duas boas chances para marcar.

Na primeira, Patric driblou o goleiro Victor e tocou para o gol, mas o zagueiro Rafael Marques salvou, de cabeça. Na segunda, o atacante Magno Alves avançou livre e chutou para fora. O Grêmio só avançou com perigo uma vez, mas Mário Fernandes errou a pontaria na finalização.

A troca de um dos três volantes, Adilson, pelo atacante Leandro, tornou o Grêmio um time mais ofensivo no segundo tempo. Aos cinco minutos, o garoto lançou Escudero, recebeu a bola de volta e abriu o placar. O Atlético esfriou o ânimo tricolor em apenas um minuto. Logo depois da saída, André recebeu a bola na entrada da área, girou e acertou um chute no ângulo, empatando a partida.

O jogo seguiu equilibrado e, aos 33 minutos, Mário Fernandes foi derrubado na área. Fábio Rochemback cobrou o pênalti e converteu. A vantagem no final animou a torcida tricolor, que passou a empurrar o time e a vaiar o adversário.

Mas o Atlético não se intimidou e partiu para a pressão. Neto Berola teve três chances de marcar e concluiu com precisão. Duas foram defendidas por Victor. Uma venceu o goleiro, mas Lúcio surgiu embaixo da trave para salvar. E, aos 43 minutos, Leonardo Silva aproveitou cruzamento para a área e enfim empatou o jogo, de cabeça. Ao sair de campo, o Grêmio foi vaiado novamente.

Grêmio - 2 - Victor; Mário Fernandes, Vilson, Rafael Marques e Lúcio; Gilberto Silva, Adilson (Leandro), Fábio Rochemback e Escudero (Marquinhos); André Lima (Diego Clementino) e Miralles. Técnico: Julinho Camargo.

Atlético-MG - 2 - Giovanni; Werley, Lima e Leonardo Silva; Patric, Serginho (Toró), Richarlyson, Caio e Eron (Giovanni Augusto); Magno Alves (Neto Berola) e André. Técnico: Dorival Júnior.

Gols - Leandro, aos 5, André, aos 6, Fábio Rochemback (pênalti), aos 34, e Leonardo Silva, aos 43 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Fábio Rochemback (Grêmio); Toró, Caio e Giovanni Augusto (Atlético-MG). Árbitro - Guilherme Cereta de Lima (SP). Renda e público - Não disponíveis. Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.