Grêmio é campeão da Copa do Brasil

O Grêmio derrotou o Corinthians por 3 a 1, neste domingo, no estádio do Morumbi, e conquistou a Copa do Brasil pela quarta vez em sua história. Depois de um empate em 2 a 2, no primeiro jogo, em Porto Alegre, a equipe gaúcha dominou o time paulista na partida decisiva em São Paulo. Com gols do zagueiro Marinho, do meia Zinho e do atacante Marcelinho Paraíba - Éwerthon descontou para os corintianos -, o Grêmio ficou com o título e ainda garantiu vaga na Copa Libertadores da América em 2002. O Corinthians não jogou bem e acabou sofrendo a sua primeira derrota na competição. Bom para o Grêmio, que mostrou muito talento e uma obediência tática rara no futebol brasileiro. Enquanto os gaúchos já têm a vaga na Libertadores, os corintianos agora apostam tudo na disputa da Copa dos Campeões, a partir do dia 23 de junho. O campeão garante presença na competição sul-americana em 2002. O esquema tático montado pelo técnico Tite, do Grêmio, surpreendeu o Corinthians, que não conseguiu fugir da marcação adversária e ainda foi surpreendido pelo bom toque de bola do ataque gremista. O resultado foi uma pressão ofensiva incrível dos visitantes contra um time que, mesmo jogando em casa, mostrava-se apático e assustado.Com tranqüilidade e controle do jogo, o Grêmio partiu para o ataque. O ponto forte eram as jogadas pelo lado esquerdo, com as tabelas entre Zinho e Marcelinho Paraíba e as velozes avançadas de Rubens Cardoso pela lateral. Não fossem os seguidos erros de conclusão dos jogadores do time gaúcho, o título estaria definido já no primeiro tempo. Depois de Marcelinho Paraíba e Zinho perderem duas oportunidades claras de gol cada um, a justiça foi feita aos 42 minutos. E foi preciso um defensor, Marinho, ir ao ataque para concluir. Zinho cobrou escanteio pelo lado direito. Em velocidade, o zagueiro antecipou-se à defesa do Corinthians e tocou de cabeça, abrindo o placar.O gol acordou os corintianos e, aos 44 minutos, o time paulista criou sua primeira grande chance. Marinho, que já havia feito 1 a 0, salvou o Grêmio do empate. Marcelinho cruzou da direita, Ewerthon cabeceou e o zagueiro afastou a bola quase sobre a linha do gol."O Grêmio está merecendo o resultado porque está jogando muito melhor do que nós", reconheceu Luxemburgo no intervalo. Diante disso, o treinador resolveu mexer no Corinthians e armou uma equipe mais ofensiva para o segundo tempo, com a entrada de Gil no lugar de Müller e de Pereira no de Marcos Senna.Mas, logo a 1 minuto, uma falha individual de João Carlos comprometeu todo o esquema de Luxemburgo. O zagueiro saiu jogando errado e entregou a bola para Marcelinho Paraíba. Ele tocou para Zinho que, de dentro da área, chutou no ângulo esquerdo de Maurício, fazendo o segundo dos gaúchos. O gol foi um presente para Zinho, que completou 34 anos neste domingo. Com a dupla de zaga João Carlos e Scheidt confusa e com Marcelinho e Ricardinho, os responsáveis pela armação das jogadas, sem inspiração, o Corinthians tentava chegar desordenadamente ao ataque. O Grêmio, por sua vez, agradecia pelos seguidos contra-ataques proporcionados pelo adversário. Em um desses lances, aos 24 minutos, Marcelinho Paraíba foi lançado. Scheidt, sozinho na marcação, parou a jogada com uma falta por trás e recebeu o segundo cartão amarelo.Com um jogador a menos, o Corinthians foi para o tudo ou nada. Mas, sem organização, a equipe ficou refém de jogadas individuais. E foi o que deu resultado aos 29 minutos. Ewerthon recebeu a bola na entrada da área, passou pela marcação e chutou no canto direito de Danrlei, marcando o gol corintiano.O Corinthians tentou pressionar em busca do empate, mas o Grêmio deu o golpe de misericórdia aos 42 minutos. Fábio Baiano cruzou da direita e Marcelinho Paraíba, sem marcação, só teve o trabalho de tocar a bola para as redes, garantindo o terceiro gol dos gaúchos, que depois, só tiveram o trabalho de esperar a hora de comemorar mais um título da Copa do Brasil.Papel de Parede do Campeão1º - clique sobre um dos links abaixo; 2º - após abrir a foto, clique com o botão direito do mouse sobre ela; 3º - escolha a opção ´definir como papel de parede´ resolução 640x480resolução 800x600

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.