Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Grêmio e europeus querem tirar João Pedro do Palmeiras

Gaúchos buscam empréstimo, mas diretoria só libera em definitivo

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

28 de maio de 2015 | 14h37

O Palmeiras pode negociar uma de suas revelações das categorias de base na abertura da janela de transferências, no meio do ano. O lateral-direito João Pedro tem sido bastante sondado por grandes times da Europa e, recentemente, o Grêmio também demonstrou interesse em contar com o jogador, que está com a seleção brasileira sub-20 no Mundial da categoria.

O time gaúcho quer o jovem lateral de 18 anos por empréstimo até o fim da temporada e o Palmeiras pode facilitar a negociação pelo fato de a equipe já ter Lucas e Ayrton para o setor e João Pedro ser constantemente convocado para seleções de base.

Até por esse motivo, Ayrton permaneceu no Palmeiras. "O que foi conversado com o Alexandre Mattos é que existia proposta para o Ayrton ser emprestado, mas como o João Pedro tem sido muito convocado, acharam melhor ele ficar. No primeiro momento, o Palmeiras quer ficar com o João", disse o empresário do atleta, Adriano Freire. Nos bastidores, a ideia da diretoria alviverde é realmente ficar com o garoto e só liberá-lo se for para uma negociação em definitivo.

João Pedro tem contrato até 30 de março de 2020 e diversos clubes da Europa devem tentar levá-lo na abertura da janela de transferências. "O mercado dele é mais a Europa. Não podemos falar em nomes de times, mas teve grandes clubes de nível A e B da Europa atrás dele. Veio sondagens de Portugal, Itália, Espanha e Inglaterra. Mas estamos tranquilos em relação a isso", disse o agente.

O Palmeiras está ciente de todas as sondagens e sabe que segurar o garoto não será uma das missões mais fáceis. João Pedro terminou o ano passado como titular e nesta temporada perdeu espaço com a chegada de Lucas, porque durante a pré-temporada ele estava com a seleção brasileira sub-20 na disputa do Campeonato Sul-Americano, assim como o zagueiro Nathan. "O Lucas entrou bem e por uma questão de justiça, continua jogando. O João entende isso perfeitamente", disse Freire.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.