Divulgação/Internacional
Divulgação/Internacional

Grêmio e Inter jogam com favoritismo por vagas na Copa do Brasil

Tricolor e Colorado enfrentam Coritiba e Ituano, respectivamente

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2015 | 07h05

Os últimos dois classificados para as quartas de final da Copa do Brasil serão definidos nesta quinta-feira. Após construir boa vantagem na rodada de ida, o Internacional tenta confirmar o favoritismo contra o Ituano, em Itu (SP). O mesmo acontece com o rival Grêmio, que recebe o Coritiba, em Porto Alegre.

Após perder no Sul por 2 a 0, o técnico do Ituano, Tarcísio Pugliese, aposta nas voltas do meia Clayson e do atacante Ronaldo para surpreender no estádio Novelli Júnior, a partir das 20 horas. Para se classificar, o time paulista tem de ganhar por três ou mais gols de diferença. Uma vitória por 2 a 0 leva a disputa aos pênaltis. Qualquer outro resultado garante o Internacional.

No clube gaúcho, o técnico Argel Fucks indicou que a única novidade do time será o retorno do lateral-direito William. No último fim de semana, na vitória sobre o Atlético Paranaense pelo Campeonato Brasileiro, ele cumpriu suspensão automática. Assim, agora volta ao time, ocupando a vaga que foi de Léo.

O restante da formação será a mesma. Argel optou por manter a dupla de zaga formada por Paulão e Ernando, mesmo com Juan recuperado de lesão. O lateral-esquerdo Gefeson segue atuando normalmente, ainda que possa se transferir para o futebol italiano.

Na Arena Grêmio, o time da casa também joga com uma boa vantagem contra o Coritiba, a partir das 21 horas. Na ida, os gaúchos venceram por 1 a 0 e poderão até empatar. Para passarem, os paranaenses precisarão vencer por qualquer placar, exceto por 1 a 0, que levaria a disputa aos pênaltis.

O meia Giuliano pode se tornar um novo e importante desfalque para o Grêmio - ficou de fora do treinamento desta quarta-feira e virou dúvida para o técnico Roger Machado. O jogador foi diagnosticado com desgaste muscular e, pensando no Brasileirão, pode ser poupado do duelo.

Já o atacante Bobô é desfalque certo. O jogador, que tem ficado no banco de reservas neste início de trajetória no clube, também sentiu um problema muscular e foi vetado pela comissão técnica. Melhor para o jovem Batista, de somente 19 anos, que foi relacionado pela primeira vez depois de se destacar atuando pelo time B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.