Grêmio e Vitória-BA empatam sem gols

Na pior partida do Grupo C da Copa dos Campeões, Grêmio e Vitória proporcionaram uma partida de péssima qualidade técnica e marcada pela monotonia. As duas equipes correram mais no segundo tempo e as estrelas de cada lado pouco produziram. No time baiano, o atacante colombiano Aristizábal, bem marcado pelos zagueiros Adriano e Claudiomiro, ficou longe de repetir a boa atuação diante do São Paulo, na quarta-feira. Em relação ao Grêmio, o meia Zinho foi muito bem bloqueado por Xavier e Dudu. As melhores atuações da partida foram dos volantes Tinga e Roger, que garantiram a proteção da zaga gremista. As duas equipes mantêm vivas as chances de classificação no torneio. O Vitória chegou aos 4 pontos e lidera o Grupo C. O Grêmio com 2 permanece com possibilidade de classificação. Qualquer resultado na partida entre São Paulo e Cruzeiro, neste domingo, às 16 horas, mantém Grêmio e Vitória na briga. No primeiro tempo, um jogo sonolento foi de acordo com a fraca presença de público no Machadão. Aos 13 minutos, Fábio Baiano tocou por cima da zaga, e o lateral-direito Pedrinho desperdiçou, chutando para fora. Aos 20 minutos, o lateral Paulo Rodrigues invadiu a área gremista e bateu cruzado, obrigando o goleiro Eduardo a fazer boa defesa, caindo no canto direito para encaixar a bola. Quatorze minutos depois, Zinho achou Rodrigo Mendes livre de marcação e fez lançamento rasteiro, mas foi interceptado na entrada da grande área pelo goleiro Jean, que mandou a bola para lateral. Ao final da primeira etapa, o atacante Allan Dellon achou uma boa desculpa para a má atuação do time baiano. "A culpa é do vento, que interferiu na direção dos nossos passes." Na etapa final, os dois times correram com mais disposição na tentativa de tirar o zero do placar. O meia Fernando aproveitou um "buraco" na zaga do Grêmio e bateu forte, aos 3 minutos, assustando Eduardo. Aos 7 minutos, Fernando driblou três jogadores do Vitória, entrou na área e, sem ângulo chutou para a defesa de Jean. Aos 13 minutos, Zinho cruzou, e Claudiomiro, de peixinho, cabeceou por cima do gol do rubro-negro baiano. Durante toda a segunda etapa, o Grêmio mostrou mais iniciativa, mas não conseguiu furar o sistema defensivo do Vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.