Lucas Uebel/Grêmio.net
Lucas Uebel/Grêmio.net

Grêmio encara o Caxias de olho no tricampeonato gaúcho

Instável no Campeonato Brasileiro, equipe comandada por Renato Gaúcho tem a chance de conquistar mais um título

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2020 | 08h26

Com dificuldade para deslanchar no Campeonato Brasileiro, o Grêmio busca nos próximos dias seu primeiro título na temporada. O time tricolor começa a decidir o Campeonato Gaúcho contra o Caxias nesta quarta-feira, às 21h30, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

O jogo de volta está marcado para as 16h do próximo domingo, na Arena do Grêmio. Nenhum time entra na decisão em vantagem. Se houver igualdade nos placares das duas partidas, o título será decidido nos pênaltis. O Caxias foi campeão do primeiro turno e o Grêmio venceu o segundo depois de bater o arquirrival Internacional.

O Caxias busca o seu segundo troféu na história - o primeiro foi conquistado em 2000. Em 2012, foi vice-campeão, enquanto que o Grêmio vai em busca de sua 39ª taça do Gaúcho e tenta o terceiro título consecutivo, algo que não acontece há 33 anos.

"É mais uma lembrança que eu vou fazer para o meu grupo. São mais de trinta anos que o Grêmio não consegue o tricampeonato, e nós vamos em busca. Estamos buscando quebrar recordes aqui no Grêmio, e esse é mais um que podemos quebrar", declarou Renato Gaúcho, em referência ao feito de 1987. O treinador já soma seis conquistas pelo clube na passagem atual. "Vamos brigar até o último minuto, pode ter certeza", completou.

Renato Gaúcho não terá à disposição o lateral-direito Orejuela e o zagueiro Kannemann, que estão suspensos para o primeiro jogo. Devem entrar em seus lugares, respectivamente: Victor Ferraz, recuperado de lesão muscular, e David Braz.

É provável que Maicon, preservado do último jogo contra o Vasco, volte à equipe. Já Diego Souza continua em recuperação de lesão muscular e segue como desfalque. Isaque será o substituto. As novidades podem ser Everton e Robinho, que foram inscritos para as finais na véspera da partida.

Everton atuou alguns minutos em São Januário e a tendência é de que seja opção no banco de reservas, enquanto que Robinho ainda não fez sua estreia. Ele vive longo período de inatividade e não é certo que esteja até entre os suplentes. Um dia antes da partida, o Grêmio comunicou que recebeu resultado negativo para todos os 78 testes de covid-19 realizados na segunda-feira.

Caxias sem ritmo

Um problema para o Caxias será a falta de ritmo de jogo. A equipe não entra em campo há quase um mês, desde o empate sem gols com o Ypiranga na última rodada do segundo turno do Gauchão, dia 27 de julho.

Como não se classificou para as semifinais, o Caxias só treinou neste período sem jogos. Para piorar, o técnico Rafael Lacerda perdeu jogadores importantes, entre contratos expirados e vendas. Ainda há dois lesionados: o meia Tontini e o centroavante Gilmar. Chegaram os atacantes Marcelo Campanholo, ex-Desportivo Brasil, e Claudinho, ex-Mirassol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.