Grêmio enfrenta o Atlético-GO à beira do desespero

O Grêmio que enfrenta o Atlético Goianiense neste domingo, às 16 horas, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, é um time à beira do desespero. Como tem apenas 18 pontos, o clube tricolor está obrigado a vencer para respirar. Se conseguir os três pontos, termina a rodada em 13.º lugar, desde que o Bahia, que tem 20 pontos, não vença o Santos. Se empatar, fica em situação vulnerável, mas ainda não é alcançado pelos clubes que lutam para sair da zona de rebaixamento. Se perder, passa a depender de combinação de resultados improvável para não ficar entre os quatro piores da tabela de classificação.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 08h17

Depois do fiasco da última quarta-feira, quando foram batidos pelo Ceará por 3 a 0, os jogadores do Grêmio passaram a admitir que andam nervosos, com pressa de fazer a bola chegar ao ataque e desconcentrados. A ordem agora é manter a calma, reter a bola e evitar o alto índice de passes errados.

O goleiro Victor, criticado por uma série de falhas nos últimos jogos, segue como titular. O lateral-direito Gabriel volta ao time depois de longo afastamento, por contusão. Com isso, o volante Adilson, que vinha jogando improvisado na posição, vai para a reserva. O técnico Celso Roth também vai retirar Lúcio para escalar Marquinhos no meio de campo. No ataque, Brandão substitui Leandro, que está suspenso, e tem chances de ganhar a posição se jogar bem.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.