Grêmio faz duelo de líderes amanhã

O Grêmio volta a campo amanhã, pela segunda rodada da Copa Mercosul, motivado pela boa fase - já está classificado para a Taça Libertadores de 2002 e vêm de conquista de título. A equipe têm a chance de disparar na liderança de seu grupo. O time gaúcho, atual campeão da Copa do Brasil, faz o duelo de líderes do Grupo E, às 17h10, diante do Universidad de Chile, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Estreou com vitória sobre o River Plate, por 4 a 2, em Buenos Aires, enquanto os chilenos superaram o Palmeiras, por 2 a 1, de virada. O Grêmio terá o reforço do lateral Roger, que estava defendendo a seleção brasileira na Copa América. Mas o atleta não está confirmado na partida. O técnico Tite, para chegar aos 6 pontos e isolar-se na ponta, adota o ditado: "Em time que está ganhando não se mexe." Ele explica. "Estamos com um bom volume de jogo e seguiremos melhorando, se repetirmos a equipe." Os problemas do treinador são o zagueiro Anderson Polga, muito gripado, e o atacante Fábio Baiano, com dores na perna. Em todo caso, eles afirmam estar aptos para o jogo. A Universidad de Chile aposta em repetir o desempenho que teve diante do Palmeiras. "O triunfo sobre o Palmeiras nos deu mais força e confiança para enfrentarmos o Grêmio", disse o goleiro Sergio Vargas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.