Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Grêmio faz duelo direto com Novorizontino na Série B para dar 'sobrevida' a Roger Machado

Tricolor gaúcho precisa vencer para vislumbrar entrada no G-4 da segundona e manter o treinador no cargo

Redação, Estadão Conteúdo

07 de junho de 2022 | 08h08

Em busca de paz, o Grêmio precisa de um bom resultado diante do seu torcedor no confronto direto desta terça-feira, contra o Novorizontino, às 21h30, na Arena do Grêmio, pela 11ª rodada da Série B do Brasileiro. Um novo tropeço pode significar o fim da linha para o técnico Roger Machado.

Sem vencer há cinco jogos, sendo quatro empates seguidos, o Grêmio está próximo do G-4 com os mesmos 13 pontos do Novorizontino, que tem um jejum de três partidas. Quem ganhar não entra no grupo de acesso, mas também não perde seus adversários de vista.

A boa atuação no empate sem gols com o Vasco, no Rio, foi o bastante para Roger Machado ganhar uma "sobrevida" no comando do Grêmio. O treinador sabe, porém, que precisa de uma vitória em casa para diminuir a pressão vinda das arquibancadas.

"Talvez tenha sido nosso melhor jogo. Não é o suficiente para diminuir a pressão, mas bem importante para encontrar um caminho novamente", disse Roger Machado depois do jogo contra o Vasco.

O treinador tricolor não vai poder manter a formação da última rodada porque o meia Benítez sofreu uma lesão no joelho esquerdo durante o treinamento do último sábado e vai ficar de quatro a seis semanas afastado. Janderson deve ser o substituto.

Para buscar a reabilitação na Série B, o Novorizontino tem dois desfalques. Por questão contratual - está emprestado pelo Grêmio -, o lateral-direito Felipe Albuquerque não viajou com a delegação para Porto Alegre (RS), assim como o atacante Douglas Baggio, que recebeu o terceiro amarelo no empate sem gols com o Sampaio Corrêa.

No departamento médico, o volante Bruno Silva, o meia Luiz Fernando e os atacantes Bruno Costa, Hélio Borges e Lucas Tocantins continuam desfalcando o Novorizontino na Série B do Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.