Grêmio fora das opções de Ronaldinho

Quando retornar dos amistoso da seleção brasileira, em março, o atacante Ronaldinho Gaúcho vai definir o seu futuro nos próximos quatro meses, certo de que, no fim de julho, se apresenta ao Paris Saint-Germain (PSG), da França. A intenção do jogador é passar esse período em um clube brasileiro. Até agora, recebeu propostas de vários times, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e de São Paulo. Nesta sexta-feira, o atacante treinou, de novo, com o elenco do Bangu."Estamos a procura de um clube intermediário, mas não gostaria de revelar nomes agora porque só iria atrapalhar", explicou o jogador Assis, irmão de Ronaldinho, que está conduzindo as negociações. Entre os prováveis candidatos a contar com o atacante estão o Cruzeiro e o Vasco. Outros clubes brasileiros e estrangeiros também demonstraram interesse. "Temos propostas na mesa; vamos analisá-las." A permanência no Grêmio está descartada.Ao escolher, Ronaldinho vai levar em conta alguns aspectos, entre eles, a possibilidade de ser campeão. Por isso, terão vantagem os clubes que estão disputando a Taça Libertadores. "Quero ir para um clube em que vá disputar títulos." O Vasco é um forte candidato. "Seria muito bom atuar com Romário, que joga muito", comentou o atacante, afirmando que gostou do clima do Rio.Sobre a sua saída do Grêmio, Ronaldinho foi político, garantindo não ter sentido hostilidade dos torcedores. "O que houve foi a tristeza da torcida por eu estar saindo", observou. A viagem do jogador e da família para o Rio, segundo Assis, foi para evitar "contrangimentos" com os gremistas.A disputa entre o clube francês e o Grêmio, que reivindica na Justiça o direito de receber pela transferência do jogador, deve ser arbitrada pela Fifa.O atacante explicou que deu preferência ao PSG depois de ouvir conselhos de outros brasileiros que atuaram no time. "É um bom clube para começar no futebol europeu e Paris é onde tudo acontece."Mudança - Enquanto não define o seu futuro, Ronaldinho se prepara para atuar em uma nova posição na seleção: meia ofensivo. Anteriormente, ele sempre era escalado como atacante. "Conheço a função, mas vou ter de me adaptar para jogar na seleção", disse. Ronaldinho treinou intensamente, em Moça Bonita,campo bangüense.Como vai passar o Carnaval no Rio, Ronaldinho pode desfilar em alguma escola de samba, pois recebeu convite de todas. "Ainda não decidi se vou desfilar, em primeiro lugar vem o trabalho", afirmou ele, em referência a apresentação para a seleção, na quarta-feira de cinzas. Durante a sua estada na cidade, o atacante tem aproveitado para se divertir na noite e na praia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.