Grêmio ganha e deixa o Corinthians em situação difícil

Time alvinegro está na 13.ª posição, somente cinco pontos acima da zona do rebaixamento

Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 00h07

PORTO ALEGRE - Em uma espécie de ensaio de luxo para a decisão por uma vaga na semifinal da

Na primeira etapa, o Grêmio só conseguiu um chute a gol, com Lucas Coelho, e somente aos 40 minutos. O técnico Renato Gaúcho, insatisfeito com isso, resolveu colocar Maxi Rodríguez no lugar do zagueiro Bressan na volta do intervalo e o resultado surtiu efeito imediato. Aos 4 minutos, o meia lançou Barcos na grande área. O argentino matou no peito e teve tempo para girar o corpo e chutar rasteiro e cruzado no canto esquerdo de Cássio, que nem pulou na tentativa da defesa.

Em desvantagem, o Corinthians foi obrigado a atacar e como a fase é ruim, nada de gol. As melhores oportunidades aconteceram com Emerson. Na primeira, aos 16 minutos, o atacante avançou pela direita e, ao invés de cruzar para Douglas no meio, chutou rasteiro e Dida defendeu com o pé. Na segunda, já aos 46, o cabeceio do corintiano foi no canto direito e o goleiro gremista fez ótima defesa. Antes, aos 24, Cássio salvou em um chute à queima-roupa de Barcos, mas nada de evitar outra derrota.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 x 0 CORINTHIANS

GRÊMIO - Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan (Maxi Rodríguez); Pará, Adriano, Ramiro, Souza e Alex Telles; Lucas Coelho (Paulinho) e Barcos (Saimon). Técnico: Renato Gaúcho.

CORINTHIANS - Cássio; Edenilson, Cleber, Gil e Igor (Jocinei); Ralf, Guilherme (Ibson), Douglas e Diego Macedo (Rodriguinho); Romarinho e Emerson. Técnico: Tite.

GOL - Barcos, aos 4 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Adriano (Grêmio).

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/PE).

RENDA - R$ 454.454,00.

PÚBLICO - 15.352 pagantes (17.318 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.