Divulgação/Grêmio
Divulgação/Grêmio

Grêmio higieniza centro de treinamento antes de voltar a receber elenco

Clube volta a receber jogadores na terça-feira e promete adotar uma série de procedimentos de segurança para o elenco

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2020 | 13h09

O Grêmio realizou nesta segunda-feira um trabalho completo de desinfecção das instalações do Centro de Treinamento Luiz Carvalho para preparar o local para a volta dos jogadores, marcada para terça-feira. Após mais de 40 dias de paralisação das atividades pela pandemia do novo coronavírus, o clube revelou ter contratado uma empresa especializada na higienização de ambientes para poder receber o elenco.

O clube voltará a reabrir o CT após a Prefeitura de Porto Alegre liberar por decreto a retomada das atividades no município a partir da tarde desta segunda-feira. A reapresentação dos jogadores será na terça-feira, em horários separados, para evitar aglomerações. O Grêmio promete adotar um rígido protocolo médico, com medição de temperatura, realização de testes e utilização de produtos de segurança.

Na véspera do retorno, a diretoria contratou um serviço de limpeza de uma empresa, que aplicou um produto à base de quartenário de amônia. A solução química foi aplicada no todas as superfícies de ambientes como vestiários, academia, cozinha, corredores e vidros. Para as áreas externas do centro de treinamento, o serviço realizou uma pulverização com atomizador de longo alcance, para tentar contemplar áreas de difícil alcance.

Segundo o clube, os jogadores voltarão a treinar apenas em pequenos grupos e de acordo com uma série de procedimentos de segurança. Os demais funcionários do Grêmio também serão submetidos ao acompanhamento médico. Fora a higienização dos espaços, o Grêmio instalou no CT várias tendas novas. Essas estruturas mais espaçosas e ventiladas serão utilizadas para substituir locais de uso diário da comissão técnica, como salas menores.  

Assim como demais clubes, o Grêmio deu férias coletivas aos jogadores durante a pandemia do novo coronavírus. Neste período, o técnico Renato Gaúcho chegou a ser consultado pelo presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade do futebol ser retomado no País. O treinador se posicionou de que ainda não era o momento de se pensar em partidas oficiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.