Grêmio larga na frente no Gaúcho

O Grêmio largou na frente na decisão do campeonato gaúcho. Venceu o Juventude por 3 a 2, hoje à tarde, em Caxias do Sul e, com outra vitória, no sábado, dia 2 de junho, no Olímpico, conquista o título. Se houver um empate ou vitória do Juventude, será necessário um terceiro jogo, também em Porto Alegre, já que o Grêmio somou 31 pontos contra 28 do rival no Octogonal decisivo e, por isso, tem a vantagem de decidir em seu estádio. Como era previsto, a rivalidade das duas equipes ao longo da competição e seus conseqüentes esquemas de marcação, provocaram um jogo forte e de poucas situações de gol. O Juventude, apoiado pela sua torcida, tomava a iniciativa de atacar, mas tanto Dauri, - que no sábado acompanhara o enterro de seu pai, Lídio da Fontoura, em Garopaba (SC) - quanto Luciano Fonseca, não criavam jogadas de perigo para o gol de Danrlei. O mesmo acontecia com o Grêmio, que só foi concluir ao gol de Diego aos 16 minutos, num chute desviado de Ânderson Lima. Em seguida, João Marcelo cobrou falta e obrigou Danrlei a uma grande defesa. Aos 32, Zinho fez 1 a 0, após pênalti de Lau em Tinga. O jogo, por causa disso, ficou interrompido por dez minutos. Aos 49 minutos o Juventude chegou ao empate através do zagueiro Márcio que, de cabeça, tocou no canto direito de Danrlei, após falta batida por João Marcelo. O segundo tempo começou no mesmo ritmo eletrizante do primeiro. Aos cinco Marcelinho fez 2 a1 e aos 16 ampliou para 3 a 1.O Juventude, porém, não se entregava. Aos 25 Leonardo Manzi descontou para 3 a 2 e teve mais duas chances: aos 39 na trave e aos 44 para fora, com Danrlei vencido no lance. Mas não conseguiu evitar a primeira derrota em seu estádio na competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.