Nathalia Aguilar / EFE
Nathalia Aguilar / EFE

Grêmio leva sufoco e virada do Del Valle e fica em situação ruim na Libertadores

Equipe tricolor teve gol mal-anulado quando ainda vencia por 1 a 0 e acaba derrotada na primeira partida

Fábio Hecico, especial para a AE, Estadão Conteúdo

09 de abril de 2021 | 21h41

O Grêmio está em situação delicada na busca por vaga à fase de grupos da Copa Libertadores. Na próxima quarta-feira, na Arena, em Porto Alegre, terá de ganhar do Independiente del Valle, do Equador, para se classificar após derrota por 2 a 1 no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai. Os gaúchos jogaram mal, passaram enorme sufoco e poderiam voltar com prejuízo muito maior.

Sem o técnico Renato Gaúcho e com outros desfalques por causa da covid-19, coube ao auxiliar Alexandre Mendes dirigir a equipe. A ideia era aproveitar a remarcação do jogo para um país neutro e voltar com um resultado positivo para o Brasil.

Com um gol rápido de Diego Souza, a impressão é que as metas dariam certo. Com menos de 10 minutos o Grêmio fez o que queria. Só não esperava uma pressão tão gigantesca. Além de defesa difícil de Brenno e duas bolas na trave, o Del Valle por vezes ficou perto do gol gaúcho. Fez 2 a 1 com o sentimento que podia bem mais.

Com o tropeço do Grêmio, o futebol brasileiro fica ameaçado de não ter seus oito representantes na fase de grupos. Os gaúchos necessitam de superação em Porto Alegre, enquanto o Santos, outro time da fase prévia, vive situação oposta e pode até perder por um gol de diferença diante do San Lorenzo, na Vila Belmiro. Palmeiras, atual campeão, Flamengo, Internacional, Atlético-MG, São Paulo e Fluminense se garantiram diretamente.

Mesmo com a remarcação do confronto para o Defensores del Chaco, por causa das restrições sanitárias no Equador em decorrência da pandemia da covid-19, o Grêmio não levou nenhuma vantagem. Ao contrário, passou enorme sufoco em noite para ser esquecida.

Como se estivesse "em casa", mesmo no Paraguai, o Del Valle tomou a iniciativa nos primeiros 45 minutos e assustou o goleiro Brenno, que fez grande defesa em chute à queima roupa de Vite e ainda viu o atacante carimbar o travessão. Os equatorianos dominaram totalmente a posse de bola e as chances, mas foram os gaúchos quem abriram vantagem, graças a um gol cedo de Diego Souza, desviando de cabeça o cruzamento de Alisson.

Sair rápido na frente fez o Grêmio adotar uma postura mais defensiva. Mesmo com muitas mudanças na defesa, por causa dos desfalques de Victor Ferraz, Vanderson, Pedro Geromel e Kannemman, os gaúchos "souberam sofrer" na etapa.

Na volta do segundo tempo, contudo... O Del Valle retornou com uma postura extremamente ofensiva e, de cara, parou na trave. Só um time jogava. Totalmente perdido, os gaúchos eram facilmente envolvidos e em 15 minutos já haviam levado a virada, gols de Faravelli. O segundo após pênalti que resultou em expulsão de Ruan.

Um minuto antes do lance que decretou a virada, Diego Souza saiu cara a cara e não soube recolocar o Grêmio na frente do placar. Chutou a rara chance de ouro para fora.

Atrás do marcador e com um a menos em campo, o Grêmio não teve forças para buscar o empate. Mas soube se postar defensivamente para evitar uma derrota ainda pior. Volta de Assunção em desvantagem, é verdade, porém com a eliminatória "aberta". Com vitória simples, avança. O problema está na força ofensiva do oponente, que costuma fazer gol em todo jogo.


FICHA TÉCNICA:

INDEPENDIENTE DEL VALLE 2 x 1 GRÊMIO

INDEPENDIENTE DEL VALLE - Ramírez; Segovia, Pacho, Schunke e Caicedo; Pellerano (Bryan García), Faravelli, Christian Ortíz (Murillo) e Hurtado (Sánchez); Vite (Mera) e Montenegro (Escobar). Técnico: Renato Paiva.

GRÊMIO - Brenno; Felipe Albuquerque (Bruno Cortez), Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Fernando Henrique), Matheus Henrique e Pinares (Darlan); Alisson (Léo Chú), Diego Souza (David Braz) e Ferreira. Técnico: Alexandre Mendes (auxiliar).

GOLS - Diego Souza, aos 9 minutos do primeiro tempo. Faravelli, aos 3 e aos 15 minutos do segundo tempo (pênalti).

CARTÕES AMARELOS - Vite, Mera e Segovia (Independiente); Brenno e Rodrigues (Grêmio).

CARTÃO VERMELHO - Ruan.

ÁRBITRO - Nestor Pitana (Argentina).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.