Grêmio libera Anderson para europeus

O Grêmio confirmou nesta segunda-feira a negociação de 70% da multa contratual do meia-armador Anderson para o fundo de investimentos português Gestifute, por 5 milhões de euros. O jogador ainda não sabe qual será seu próximo clube. A definição entre Benfica, Sporting e Porto ocorre nesta semana e depende de comum acordo entre Anderson, os empresários e um dos três pretendentes.Considerado a maior revelação surgida no Olímpico depois de Ronaldinho, o meia-armador fez sua última partida pelo tricolor gaúcho no sábado, marcando o segundo gol da vitória por 2 a 1 contra o Paulista.Curiosamente, o acordo que vai levar Anderson para Portugal foi fechado na sala de audiências da 2.ª Vara da Infância e Juventude. Foi necessário um acordo entre a mãe, Doralice Oliveira, e o empresário nomeado pelo jogador, Sérgio Leismann, para que a transferência fosse autorizada pelo juiz José Antônio Daltoé Cézar. É que Anderson tem 17 anos e depende de autorização de mãe para celebrar contratos. Preocupada com a influência que o empresário teria sobre o filho, ela havia conseguido que a Justiça proibisse Leismann de representar Anderson. Durante a audiência, a mãe desistiu do processo contra o empresário. Agora, vai levar os outros três filhos e ficar perto de Anderson em Portugal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.