Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Grêmio mira a contratação de '5 ou 6 reforços' para a próxima temporada

Antes, porém, clube busca renovar com atletas e manter o máximo de jogadores possível

Estadão Conteúdo

03 Dezembro 2018 | 12h54

Com a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, neste domingo, em Porto Alegre, pela rodada final do Brasileirão, o Grêmio terminou a sua campanha na quarta colocação e garantiu classificação à fase de grupos da Copa Libertadores. Era a principal meta do clube nesta reta derradeira da competição e, agora, a próxima será fortalecer o elenco para a temporada seguinte.

O técnico Renato Gaúcho, que acaba de acertar a sua renovação de contrato com o clube, não deu entrevista coletiva após o confronto com os corintianos, mas a diretoria gremista conversou com os jornalistas e revelou algumas das prioridades para 2019. E entre as mesmas estão a contratação de "cinco ou seis" jogadores, conforme adiantou o presidente Romildo Bolzan.

"O Grêmio precisará ter um plantel ampliado e qualificado para competir. Precisamos de cinco, seis jogadores com força de titularidade. Este é o conceito", ressaltou o dirigente, em coletiva na arena gremista, onde voltou a comemorar a permanência do treinador do time para a temporada seguinte. "O ano que vem já está há muito tempo examinado. A perspectiva de o Renato ficar mais um ano foi pensada. Fizemos um bom ano, mas faremos um melhor ainda em 2019", reforçou.

Também presente na entrevista coletiva concedida após o jogo diante do Corinthians, o vice de futebol do Grêmio, Duda Kroeff, afirmou que agora uma outra prioridade será acertar a permanência de jogadores importantes do elenco, que estão com contrato perto de serem encerrados. E ele falou em um número um pouco menor de reforços previstos do que o projetado por Bolzan.

"O propósito é ter mais quatro jogadores para disputar a titularidade e manter o máximo de jogadores possível. O que vale é o conceito: o Grêmio terá um plantel bem mais qualificado e em condições de disputar tudo em 2019", disse Kroeff, revelando também que a ideia é lutar pela contratação de atletas que estão em período final de compromisso com outros clubes e ficarão livres para acertar acordo com o Grêmio. "Se não tivermos que desembolsar para comprar direitos econômicos, isso vai ser importante", destacou.

 
Mais conteúdo sobre:
futebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.