Franklin de Freitas/AE
Franklin de Freitas/AE

Grêmio passa e Coritiba reclama do auxiliar, o mesmo de Santos x Corinthians

Classificação gremista aconteceu com gol polêmico, mas acertado, aos 45 do segundo tempo

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 21h46

Com gol aos 45 minutos do segundo tempo, o Grêmio eliminou o Coritiba da Copa Sul-Americana, na noite desta quarta-feira, no Estádio Couto Pereira. O lance gerou muita reclamação dos jogadores do time paranaense, que cercaram o assistente Emerson Augusto de Carvalho, protagonista da maior polêmica do Brasileirão no fim de semana passado. Desta vez, no entanto, ele acertou no lance.

O auxiliar havia deixado de marcar três impedimentos no lance que originou o segundo gol do Santos contra o Corinthians, no clássico de domingo, na Vila Belmiro. Carvalho, que pertence ao quadro de árbitros da Fifa, foi afastado pela CBF para reciclagem, mas já escalado pela Conmebol para apitar na Sul-Americana.

No Couto Pereira, o time gaúcho foi derrotado por 3 a 2, mas, como marcou gols fora de casa e venceu o jogo de ida por 1 a 0, avançou às oitavas de final da competição internacional.

O Gêmio obteve a classificação heroica ao marcar o segundo gol, com Marcelo Moreno, nos instantes finais da partida. Até então, o Coritiba vencia por 3 a 1, placar exato para sua classificação. Até o intervalo, o duelo estava empatado por 1 a 1. Somente na segunda etapa, os anfitriões marcaram dois gols.

Nas oitavas de final, o Grêmio enfrentará o vencedor do confronto entre o Barcelona, do Equador, e o Cobreloa, do Chile. Os dois times farão o primeiro jogo do duelo somente na próxima terça-feira.

O JOGO

Coritiba e Grêmio fizeram um primeiro tempo, com bons lances de perigo, pressões alternadas nos dois lados do campo e um gol para cada lado. Empurrado pela torcida, o time da casa começou melhor. Logo aos 6, Roberto invadiu a área e bateu em cima do goleiro Marcelo Grohe. O Grêmio respondeu logo na sequência, com Pará e Kleber, duas vezes.

Mas, depois de segurar as investidas gaúchas, o Coritiba abriu o placar aos 22 minutos. Everton Ribeiro recebeu dentro da área, driblou o marcador e bateu forte para as redes. Embalado, o time da casa quase ampliou na sequência, com Chico, em forte chute de longe, para fora.

O resultado levava o duelo para os pênaltis, por repetir o placar da ida, em favor do Grêmio. A equipe gaúcha, então, partiu para o ataque, em busca do empate. E o gol veio em cobrança de pênalti, sofrido por Kleber. Elano bateu firme no canto e garantiu a igualdade que devolvia a vantagem aos visitantes.

Com o empate, o Coritiba precisava marcar mais dois gols para avançar à próxima fase da competição porque gol fora de casa é critério de desempate e favorecia o Grêmio. Assim, os donos da casa não aliviaram o ritmo no segundo tempo e voltaram à dianteira do placar aos 7, com gol de Roberto, após passe de Robinho.

O gol no início da segunda etapa deu novo fôlego ao Coritiba, que precisava de apenas mais um gol para avançar. Após pressionar, os anfitriões chegaram ao gol aos 21 minutos, em cabeçada de Pereira depois de cruzamento de Lucas Mendes.

Com a torcida em festa, e o placar favorável, a classificação do Coritiba parecia encaminhada. O Grêmio, porém, não desistiu e buscou mais um gol aos 45 minutos. Da entrada da área, Souza pegou mal na bola e Marcelo Moreno, em posição duvidosa, mandou para as redes. O árbitro validou o gol, mas não impediu as fortes reclamações dos anfitriões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.