Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio pega Athletico-PR para garantir vaga na fase de grupos da Libertadores

Partida também terá clima de revancho; rivais se enfrentaram na Copa do Brasil deste ano

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2019 | 08h16

O Grêmio poderá conquistar nesta quarta-feira a sua vaga na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020. Só que não será nada fácil alcançar esse objetivo, já que para isso será necessário derrotar o Athletico-PR, em Curitiba, às 21h30. A equipe paranaense, campeã da Copa do Brasil, não perde há nove rodadas do Campeonato Brasileiro e não sofre gols há cinco jogos.

Além da vitória na Arena da Baixada, o Grêmio precisa ainda de um empate ou uma derrota de seu grande rival, o Internacional, que também nesta quarta, mas às 19h15, vai receber o Goiás no Beira-Rio.

Para os gremistas, a partida contra o Athletico será uma oportunidade de revanche, uma vez que os paranaenses eliminaram o time comandado por Renato Gaúcho na semifinal da Copa do Brasil. O atacante Everton, porém, diz que as situações são muito distintas e que o duelo válido pelo torneio vencido pela equipe rubro-negra não serve como referência para o novo confronto.

"Na última vez em que estivemos aqui tivemos um mau resultado, mas agora é uma situação muito diferente. E é sempre muito difícil jogar aqui, o Athletico vem da conquista do título da Copa do Brasil e está jogando o Brasileiro mais leve."

O Grêmio vem de uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, em São Paulo, e Renato Gaúcho ficou bastante satisfeito com o desempenho de sua equipe, como era de se esperar. Por isso, não mexerá na escalação, com uma exceção: o lateral-direito Léo Moura deixará o time para dar lugar a Galhardo.

Na última terça-feira, o Grêmio fez seu último treino antes do jogo contra o Athletico em território inimigo. A equipe de Renato realizou a atividade na Arena da Baixada, como uma espécie de reconhecimento do gramado sintético do estádio, embora o time já conheça bem a casa rubro-negra.

Athletico-PR desfalcado

No reencontro do Athletico Paranaense com o Grêmio, o técnico interino Eduardo Barros será obrigado a realizar várias alterações na escalação. Mesmo assim, ele demonstrou confiança nos substitutos que atuarão nesta quarta-feira. "A equipe está vivendo um momento mágico como consequência de todo o trabalho ao longo da temporada. Mesmo com os desfalques, podemos rodar o time e manter a performance", disse o treinador.

Neste segundo semestre, as equipes se enfrentaram nas semifinais da Copa do Brasil. Depois de perder por 2 a 0, o time paranaense venceu em casa pelo mesmo placar e eliminou o Grêmio nos pênaltis por 5 a 4 em passo importante da campanha que terminou com o título do Athletico, então sob comando do técnico Tiago Nunes.

Eduardo assumiu na 31ª rodada, quando empatou sem gols com o Cruzeiro. Depois superou São Paulo, Botafogo e Atlético Mineiro, todos por 1 a 0. Mesmo assim, o interino não quis se oferecer para assumir efetivamente o time para a temporada 2020. "Mantenho minha posição e não me ofereço. Estou à disposição do clube para atuar em qualquer lugar, seja como coordenador, como já fui este ano, seja nas categorias de base ou no time de aspirantes", declarou.

Além dos desfalques, o técnico também terá retornos, forçando novas mudanças no time. Na lateral direita, Khellven está com a seleção brasileira sub-20 e Madson pertence ao Grêmio. Jonathan atua na posição, mas não joga há três meses e, com isso, o volante Erick pode ser improvisado. Já o zagueiro Thiago Heleno e o lateral-esquerdo Márcio Azevedo estão à disposição após cumprirem suspensão.

Bruno Guimarães e Thonny Anderson são as ausências no meio-campo. O primeiro lesionou a coxa e o segundo também pertence ao Grêmio. Eles devem ser substituídos por Camacho e Lucho González, respectivamente. O atacante Rony, poupado no último jogo, está de volta no setor ofensivo, que também pode contar com Marcelo Cirino no lugar de Marco Ruben.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.