Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio perde do Brasil de Pelotas em último jogo de Marcelo Moreno

Não era a despedida que Marcelo Moreno esperava. Perto de sacramentar sua ida para o futebol chinês, o atacante passou em branco no seu último jogo com a camisa do Grêmio e ainda amargou a derrota, por 1 a 0, para o Brasil de Pelotas, sensação do atual Campeonato Gaúcho, diante de sua torcida.

Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2015 | 22h21

Foi o segundo tropeço do Grêmio na competição. Antes perdera para o Aimoré, na segunda rodada. Apesar da campanha irregular, após quatro partidas, o time do técnico Luiz Felipe Scolari ocupa a terceira colocação da tabela, com seis pontos. O líder é justamente o Brasil de Pelotas, que chegou aos 10 e se isolou na ponta.

Jogando em casa e contra um adversário de menor expressão, o Grêmio entrou em campo como favorito. Mas logo percebeu que não teria facilidade nesta quarta. Bem organizado, o Brasil de Pelotas se mostrou um adversário complicado desde os primeiros minutos da partida.

Os visitantes chegaram a dominar o jogo no começo antes de o Grêmio assumir as rédeas, com maior posse de bola. O domínio, contudo, não se traduzia em boas chances no ataque. Foi apenas uma no primeiro tempo, aos 33 minutos, em cobrança de falta de Galhardo.

Na segunda etapa, o Brasil de Pelotas foi mais efetivo. Aproveitou sua melhor chance, logo aos 4 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Nena mandou para as redes e marcou o único gol da partida. O Grêmio, então, foi para o ataque, sem levar maior perigo. Para piorar, ainda levava sustos em contra-ataque. Nos minutos finais, a pressão se intensificou. Mas o ataque gremista, sob a liderança de Marcelo Moreno, passou em branco.

Com o resultado, o boliviano não conseguiu repetir a feliz despedida do ex-companheiro Barcos. O argentino balançou as redes duas vezes em sua última partida com a camisa do Grêmio, na vitória sobre o União Frederiquense, logo na rodada de abertura do Gauchão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.