Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Grêmio perde e Palmeiras é o novo líder do Brasileirão

Time do técnico Celso Roth foi goleado pelo rival Inter e ainda perdeu a liderança do Campeonato

André Avelar, estadao.com.br,

28 de setembro de 2008 | 20h17

O Grêmio viveu um verdadeiro pesadelo na noite deste domingo, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time apresentou um fraco futebol, foi goleado por 4 a 1 pelo Internacional no Beira-Rio e, de quebra, ainda viu o Palmeiras assumir a liderança da competição. Veja também: Brasileirão Série A - Classificação Brasileirão Série A - Calendário/Resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Palmeiras empata, mas assume a liderança do Brasileirão  No Estádio dos Aflitos, apesar do empate em 0 a 0 com o Náutico, o Palmeiras assumiu a ponta graças ao número de vitórias. O time de Vanderlei Luxemburgo tem os mesmos 50 pontos dos gaúchos, mas levam vantagem no número de vitórias - 15, uma a mais que o Grêmio.Palmeiras e Grêmio ainda têm um confronto que pode ser decisivo para definição do campeão brasileiro. Os dois times se enfrentam em 9 de novembro, pela 34.ª rodada, em pleno Palestra Itália.   O JOGO Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, o meia D´Alessandro abriu o placar para o Inter. A defesa do Grêmio afastou mal e o argentino aproveitou o rebote e encheu o pé, acertando um lindo chute, sem chance para o goleiro Victor.   O Grêmio não se desesperou, conseguiu o equilíbrio que o técnico Celso Roth gritava da beira do campo e chegou ao empate aos 19 minutos, ainda do primeiro tempo. No entanto, a tranqüilidade foi demais para a zaga gremista. Seis minutos depois do empate, o Inter cobra rápido uma falta e Alex invade a área para colocar novamente os Colorados na frente.   Os donos da casa continuavam mandando na partida, levando perigo ao gol do Grêmio, mas paravam na boa atuação do goleiro adversário. Até que aos 40 minutos, D´Alessandro cobra escanteio pela direita e Índio se antecipa para ampliar o marcador.   Quando tudo parecia perdido e os Tricolores não viam a hora de acabar o primeiro tempo, a situação ficou ainda pior. Em novo cruzamento de D´Alessandro, Nilmar, sozinho, só tem o trabalho de tirar do goleiro e marcar o quarto gol do Inter.   E o quarto gol foi o bastante para os gremistas. Em uma dividida forte, Edinho e Tcheco se desentendem, o gremista vai tirar satisfação e, depois de muita confusão, invasão de campo e a turma do "deixa disso" afastar, os dois acabaram sendo expulsos de campo.   Na volta para o segundo tempo, o Grêmio conseguiu acalmar os ânimos, apesar do coro de "olé", da torcida do Inter. Mas só a tranqüilidade não bastou aos Tricolores. Os donos da casa souberam administrar o resultado e tocaram a bola, esperando o fim do jogo.   DURO GOLPE Os gremistas nem de longe esperavam um resultado tão ruim como esse. Na saída do campo, os jogadores não esconderam o abatimento e a frustração pela goleada sofrida. "Um resultado como esse afeta, a gente sabe que afeta, mas não dá para desesperar. Apesar das dificuldades, a gente continua no topo da tabela", afirmou o zagueiro Léo.   Sempre muito brincalhão, que gosta de brincar com os adversários, dessa vez, o meia Souza acusou o duro golpe e se limitou a dizer que "não acabou nada ainda", disse. "O campeonato está aberto, não tem nada perdido ainda".   O Grêmio que vem de quatro jogos sem vencer, no próximo sábado, 4, recebe o Botafogo, enquanto o Palmeiras enfrenta o Atlético-MG, no Palestra Itália. Já o Inter, em ascensão no Campeonato - com a vitória foi a 42 pontos e assumiu a oitava colocação - vai ao Paraná enfrentar o Coritiba.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.