Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Grêmio precisa de pênalti polêmico para vencer a Portuguesa

Vitória garante a vice-liderança provisória para o clube gaúcho

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

07 de setembro de 2013 | 23h00

SÃO PAULO - O Grêmio precisou de um pênalti polêmico, que causou a expulsão de dois jogadores da Portuguesa, para conseguir vencer os paulistas, por 3 a 2, na noite deste sábado, pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão. Depois de abrir 2 a 0, o time gaúcho cedeu o empate e só voltou à frente quando o árbitro Jailson Macedo Freitas marcou um pênalti no mínimo discutível sobre Kleber. Dois lusitanos foram expulsos por reclamação e a polícia precisou proteger o juiz.

Com o resultado, o Grêmio chegou aos 34 pontos e assumiu provisoriamente o segundo lugar do Brasileirão, passando Atlético Paranaense e Botafogo, que têm 33 e um jogo a menos. A Portuguesa segue com 19, em 17º, na zona de rebaixamento.

O JOGO

Mesmo com a volta de Zé Roberto ao time titular depois de ficar um mês afastado por lesão, o Grêmio não conseguiu transformar em gols o seu visível domínio no primeiro tempo.

As duas primeiras chances foram de Alex Telles. Responsável pela sobra de bola nos escanteios batidos pelos gaúchos, o lateral arriscou dois chutes de longe, ambos para fora.

Pela direita, Pará também levava perigo e cruzou para Barcos cabecear por cima, aos 42 minutos. Antes do fim do primeiro tempo, Alex Telles ainda arriscou mais um chute de longe, que Lauro segurou sem muita dificuldade.

Na volta do intervalo, o Grêmio foi com tudo para cima. Aos 2 minutos, Pará cruzou, Kleber mandou para a rede, foi comemorar com a torcida, mas o árbitro já havia paralisado o lance por impedimento, bem marcado.

Mas logo em seguida o gol valeria. Aos 6, após cobrança de escanteio, Souza desviou no primeiro pau e deixou Barcos livre para abrir o placar. Aos 12, Kleber cruzou da esquerda na medida para Zé Roberto, na corrida, completar de primeira para fazer o segundo.

O terceiro gol do jogo também foi feito por um jogador do Grêmio. Aos 24, Bruninho invadiu a área pela direita, mas chutou em cima de Dida. A bola voltou na barriga de Rhodolfo e foi para o gol.

Parecia só um gol de honra, uma vez que a Portuguesa nada havia feito no jogo até então. Mas, aos 31, após escanteio da direita, Luis Ricardo apareceu no primeiro pau para deixar tudo igual.

Mas a justiça seria feita quando Kleber foi derrubado na área por Rogério num pênalti para lá de duvidoso. O próprio Kleber bateu e fez o terceiro.

Entre a falta e a cobrança, Bruninho reclamou que a bola estava fora da marca e foi expulso. Os jogadores da Portuguesa se descontrolaram e partiram para cima do árbitro baiano Jailson Macedo Freitas. A polícia precisou entrar em campo, Valdomiro deu socos no escudo de um policial, e também recebeu o vermelho.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 3 X 2 PORTUGUESA

GRÊMIO - Dida; Bressan, Werley (Gabriel)e Rhodolfo (Matheus Biteco); Pará, Ramiro (Maxi Rodríguez), Souza, Zé Roberto e Alex Telles; Kleber e Barcos. Técnico - Renato Gaúcho.

PORTUGUESA - Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Bruno Henrique (Bruninho), Ferdinando, Moisés e Souza (Corrêa); Diogo e Gilberto. Técnico - Guto Ferreira.

GOLS - Barcos, aos 6, Zé Roberto, aos 12, Rhodolfo (contra), aos 24, Luis Ricardo, aos 31, e Kleber, de pênalti, aos 41 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jailson Macedo Freitas (BA).

CARTÕES AMARELOS - Rogério, Bruno Henrique, Diogo e Barcos.

CARTÕES VERMELHOS - Valdomiro e Bruninho.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaGrêmioBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.