Grêmio precisa de tranquilidade no ataque, diz Autuori

O técnico do Grêmio, Paulo Autuori, disse nesta terça-feira que os jogadores do Grêmio precisam mostrar um pouco mais de tranquilidade no ataque no jogo desta quinta contra o Cruzeiro, no Olímpico, pelas semifinais da Libertadores. O excesso gols perdidos foi fatal na derrota por 3 a 1 no jogo de ida, na semana passada, e Autuori admitiu que o problema incomoda a comissão técnica.

AE, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 18h06

"Há uma insatisfação com essa questão dos gols perdidos, de fato, e temos que ter tranquilidade. Saindo um gol, o resto sai naturalmente", pregou o treinador. A equipe precisa vencer por 2 a 0 para chegar à decisão, e Autuori acha que é possível conseguir a virada. "Estamos conscientes das dificuldades, mas confiantes do que podemos fazer em campo. Precisamos jogar com intensidade", pediu.

O técnico recorreu também à torcida, que já esgotou os ingressos para a partida. "O futebol é feito pelos jogadores e pelos torcedores. A torcida já fez muito pelo Grêmio, é sensacional, e vai fazer a diferença novamente nesta quinta", declarou Autuori.

O goleiro Victor, que voltou da seleção brasileira e deve ser titular na quinta-feira, acredita que a classificação passa, também, por uma defesa consistente. "Primeiro temos que não tomar gols. Depois, pensar no primeiro, e assim sucessivamente", disse o camisa 1, que não chegou a entrar em campo pelo Brasil na conquista da Copa das Confederações.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.