Lucas Uebel/ Grêmio FBPA
Lucas Uebel/ Grêmio FBPA

Grêmio provoca Inter na festa do penta: 'Nesta terra, o patrão é azul'

Jogadores e dirigentes da equipe tricolor usam camiseta com os dizeres no momento de receber a taça do Campeonato Gaúcho

Redação, Estadão Conteúdo

02 de abril de 2022 | 22h32

O pentacampeonato gaúcho foi muito comemorado na Arena Grêmio, neste sábado à tarde, sem passar desapercebida a maior rivalidade do Estado, contra o Internacional, que ainda lidera o número de títulos 45 a 41. Esta foi a quarta vez que o Grêmio conquistou o penta gaúcho. Numa camisa comemorativa, exibida por todos em campo, após a vitória sobre o Ypiranga estava a seguinte inscrição para provocar os colorados: "Nesta terra o patrão é azul".

Nas declarações dos jogadores campeões também esta rivalidade não passou em branco. Para o capitão Geromel, único jogador presente neste cinco títulos seguidos, "é um orgulho enorme, principalmente, por ver a arena cheia depois de dois anos de pandemia. E tem um sabor especial porque meus filhos e minha esposa estão nas arquibancadas. Nada melhor do que começar o ano com um título e agora é pensar na Série B do Campeonato Brasileiro".

Artilheiro do time com cinco gols, Diego Souza ficou apenas no banco de reservas, mas no final comemorou muito o seu quarto título gaúcho, o terceiro seguido. Ele até fez uma gozação com o rival Internacional.

"A rivalidade está até acabando...porque é uma sequência incrível," disse Diego, que viveu momentos de incerteza ano passado após a queda do grêmio para a Série B. A saída dele do clube chegou a ser anunciada, mas a direção voltou atrás. O atacante desconversou.

"Quando eu boto esta camisa já vem a imagem de troféu. Não tem como não vestir esta camisa e lembrar em título", disse o atacante de 35 anos.

O jovem Elias, que foi titular no ataque, falou em nome dos novatos do Grêmio. "É fruto do nosso trabalho. O título gaúcho é muito importante aqui no Rio Grande do Sul. O Grêmio mantém a tradição de revelar jogadores e nós damos o máximo em campo."

O zagueiro Bruno Alves, emprestado pelo São Paulo, abriu o caminho da vitória com um gol de cabeça no primeiro tempo. Mas ele destacou o empenho de todos dentro de campo. "Foi um jogo complicado, mas acho que soubemos sofrer e merecemos este título", afirmou o zagueiro, que marcou o seu primeiro gol na competição, justamente, na decisão.

O troféu de campeão, em homenagem aos 250 anos de fundação de Porto Alegre, foi levantado por Geromel e muito festejado na Arena Grêmio, com mais de 43 mil torcedores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.