Arquivo/AE
Arquivo/AE

Grêmio quer triunfo no Chile para seguir na Libertadores

Comandados pelo interino Marcelo Rospide, gaúchos podem garantir vaga nesta quarta contra o Universidad

Elder Ogliari, Agencia Estado

15 de abril de 2009 | 07h31

Mesmo com técnico interino e sob a desconfiança da torcida, que tem dúvidas sobre o potencial do time, o Grêmio pode se classificar às oitavas-de-final da Copa Libertadores da América nesta quarta-feira, desde que vença o Universidad de Chile, em Santiago, em jogo marcado para 21h50 (de Brasília).

Veja também:

link Palmeiras e Sport fazem nova decisão na Copa Libertadores 

tabela Copa Libertadores - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Se empatar ou perder, o clube tricolor, que é o primeiro colocado do Grupo 7 com dez pontos, vai precisar de pelo menos um empate na última rodada, no próximo dia 28, contra o Boyacá Chico (Colômbia), em Porto Alegre, para não depender de resultados paralelos favoráveis.

Apesar da aparente facilidade, a meta dos gremistas é ganhar os dois jogos para ficar entre os melhores primeiros colocados e ter mais vantagens ao longo das fases decisivas da Libertadores.

Sem problemas para escalar o time, o treinador interino Marcelo Rospide não recorreu aos treinos secretos e nem aos despistes usados por Celso Roth, demitido no último dia 4. O argentino Maxi Lopez, autor de um dos três gols feitos pelo Grêmio contra o Aurora (Bolívia), na terça passada, ganhou a condição de titular e fará dupla de ataque com Jonas, que volta ao time depois de cumprir suspensão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.