Grêmio quer vitória para seguir lutando por Libertadores

Uma vitória contra o Santos, neste sábado, às 19h30, na Vila Belmiro, em Santos, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro, será fundamental para o Grêmio ainda sonhar com uma vaga na Copa Libertadores da América de 2011. Sexto colocado com 53 pontos, o time tricolor gaúcho ultrapassaria o Botafogo, que tem 56 e já jogou na rodada (empate por 2 a 2 com o Ceará), no número de vitórias (15 a 13). Além disso, torce por uma quase improvável derrota do Atlético Paranaense contra Prudente, no domingo, em Curitiba.

CARLOS ALBERTO FRUET, Agência Estado

13 de novembro de 2010 | 08h33

Para este jogo, o técnico Renato Gaúcho não terá um de seus principais jogadores, o lateral-direito Gabriel, vetado pelos médicos devido a uma lesão muscular - Edílson será o seu substituto. Outro que está fora é Vilson, com a mesma lesão. Adílson entra em seu lugar.

Mesmo otimista quanto a um resultado positivo, Renato sabe que o Grêmio vai enfrentar um adversário forte e que, mesmo sem Neymar (suspenso pelo terceiro cartão amarelo), é sempre perigoso. Além disso, um tabu tem que ser derrubado: o Grêmio nunca venceu o Santos na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. "Está mais do que na hora de quebrar esta escrita contra o Santos", sentenciou o presidente Duda Kroeff.

Para que isto aconteça, Renato Gaúcho aposta no bom retrospecto do time fora de casa na competição: são cinco vitórias longe do Olímpico no segundo turno. Além disso, a dupla de atacantes Jonas (o artilheiro da competição com 21 gols) e André Lima está muito bem afinada e marcando gols em quase todas as partidas. No 5 a 1 contra o Ceará, no sábado passado, foram dois de André e um de Jonas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.