Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Lutando contra o rebaixamento, Grêmio busca reação contra o Fluminense após derrota no Gre-Nal

Pressionado, time gaúcho ocupa a vice-lanterna do Brasileirão. Duelo entre tricolores acontece às 21h30, em Porto Alegre

João Nicodemus, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2021 | 09h36

Com a pressão e o desespero trazidos pela derrota no Gre-Nal, o Grêmio enfrenta o Fluminense nesta terça-feira e deposita no jogo contra os cariocas a esperança de uma possível reação para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. O time gaúcho tenta arrumar forças para evitar o pior. Mesmo se ganhar, não deixa a penúltima colocação. O Fluminense, por sua vez, venceu na última rodada, mas o clima entre jogadores e torcida esquentou, apesar do resultado. O duelo entre tricolores gaúchos e cariocas acontece na Arena do Grêmio, às 21h30, e será válido pela 31ª rodada. Não haverá torcedor.

Desde sua última vitória, contra o Juventude em casa, o Grêmio pegou uma sequência com clássico e adversários da parte de cima da tabela e foi derrotado quatro vezes, por Atlético-GO, Palmeiras, Atlético-MG e Internacional. Restando nove jogos, com um atrasado da segunda rodada diante do Flamengo, o time de Vagner Mancini projeta iniciar uma reação contra o Fluminense para deixar a zona de rebaixamento. No momento, o Grêmio é o vice-lanterna, com 26 pontos, nove a menos do que o Santos, primeiro time fora do Z-4.

Foi nos acréscimos e com muito sufoco, mas o Fluminense conquistou uma vitória por 1 a 0 sobre o Sport na última rodada e pôs fim à sequência de duas derrotas seguidas que vinha no Brasileirão. Com 42 pontos, na oitava posição, o tricolor carioca continua na briga pela classificação para sua segunda Libertadores consecutiva. O clima, no entanto, também não é dos melhores. O atacante Lucca e o goleiro Marcos Felipe precisaram dar explicações nas redes sociais após se desentenderem com a torcida na última partida.

Esperança no Sul

"Não tenha dúvida de que o torcedor do Grêmio acredita, porque a história do Grêmio é essa, de superação. Nós estamos baseados no trabalho que tem sido feito, não só em campo, mas também na parte mental", afirmou o técnico Vagner Mancini após o clássico do último fim de semana. Mancini projeta seis vitórias nos últimos nove jogos para fugir do rebaixamento. É uma conta dura.

O técnico gremista tenta contornar problemas nas laterais para escalar o time que enfrenta o Fluminense. Cortez se envolveu em uma briga após o apito final do Gre-Nal e acabou expulso. É desfalque. Já o lateral-direito Vanderson sentiu uma lesão no tornozelo e será reavaliado no departamento médico. Um dos substitutos deve ser Rafinha. Caso Vanderson tenha condições de jogo, Rafinha poderá atuar improvisado no lugar de Cortez. Outras opções para a lateral-esquerda são Diogo Barbosa e o jovem Guilherme Guedes.

Após a sequência de resultados negativos contra Ceará e Santos, o técnico Marcão mudou a formação do Fluminense de 4-3-3 para 4-4-2, atuando com John Kennedy e Fred como dupla de ataque no jogo diante do Sport. Retornando ao time, Cazares entrou bem e também passa a ser uma opção para o treinador, que deverá repetir escalação parecida com a do último jogo.

Após a última vitória, o Fluminense não se direcionou ao setor em que estava a torcida, como é de costume em jogos em casa. O técnico Marcão rebateu algumas críticas após o jogo. "A nossa avaliação é diária. Todo mundo é questionável e ninguém vai agradar a todo mundo sempre. Eu deito minha cabeça no travesseiro quando chego em casa e fico tranquilo porque sabemos que fizemos de tudo durante a semana toda", afirmou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.