Grêmio sofre empate no fim, mas avança às oitavas na Libertadores

Confronto entre comissões técnicas e jogadores marca final da partida no Chile

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

19 de abril de 2013 | 00h09

SÃO PAULO - O Grêmio não apresentou um bom futebol, foi punido com um empate em 1 a 1 com o Huachipato, no Chile, na noite desta quinta-feira, mas mesmo assim avançou de fase na Copa Libertadores. O time gaúcho abriu o placar com Zé Roberto, no primeiro tempo, e sofreu o gol no finalzinho da partida. Apesar do tropeço, a equipe de Vanderlei Luxemburgo conseguiu avançar, como segundo do Grupo 8. O Fluminense passou às oitavas em primeiro, depois de vencer o Caracas por 1 a 0.

Com essa combinação de resultados, o Grêmio passou para as oitavas de final como o segundo pior dos segundos colocados. Assim, enfrenta o Independiente de Santa Fé, decidindo o confronto na Colômbia. O Fluminense, por sua vez, enfrenta o Emelec, do Equador, com vantagem de mandar o segundo jogo no Rio. O time carioca foi o sexto melhor primeiro colocado.

Após o fim do jogo, Vanderlei Luxemburgo foi agredido na entrada para o túnel que dá acesso aos vestiários, segundo informou a transmissão da Fox Sports. O técnico do time chileno e dois jogadores daquela equipe foram atrás do brasileiro, defendido por um reserva do Grêmio. A polícia chilena, porém, interveio e impediu que a confusão fosse ainda maior.

O JOGO

Sem poder contar com Elano e Marco Antônio, machucado, Vanderlei Luxemburgo decidiu repetir a formação que empatou no fim de semana com o Novo Hamburgo, utilizando três volantes - Souza, Adriano e Fernando. Mas a escalação durou pouco tempo, porque logo aos 24 minutos Adriano pediu substituição, entrando em seu lugar o lateral-esquerdo Alex Telles. Com isso, André Santos foi adiantado para o meio.

A formação diferente daquela que brilhou no começo da Libertadores fez com que a atuação do Grêmio no Chile fosse bem aquém das suas possibilidades. Barcos e Vargas recebiam poucas bolas e não se entendiam. O único bom lance antes de meia hora de jogo foi numa jogada individual do argentino, que girou no meio dos zagueiros e mandou por cima.

A defesa gaúcha, porém, era consistente e os chilenos não conseguiam armar nada de produtivo. Foi nesse cenário que o Grêmio abriu o placar. Aos 32 minutos, Alex Telles cruzou, Barcos passou de cabeça e Zé Roberto mandou para o gol. Nery Veloso se confundiu com o quique da bola e aceitou.

Com o gol gremista, a tônica do jogo passou a ser os donos da casa buscando o empate. Diante de uma atuação segura de Bressan e Werley, a melhor opção para os chilenos era a bola alçada na área. Ali, encontravam Dida sempre bem postado.

Lance de grande perigo veio depois de numa falta batida por Aceval em direção e Rodríguez, que não alcançou. O atacante foi puxado na subida para o cabeceio, mas o árbitro não marcou pênalti. Foi na falta que originou essa cobrança que Zé Roberto recebeu seu terceiro cartão amarelo, virando desfalque para o primeiro jogo contra o Independiente Santa Fé.

O atacante Welliton também pode ter virado problema. Mal entrou no lugar de Vargas (ao mesmo tempo Barcos deu lugar a Kleber) e ele sentiu uma lesão muscular. Mesmo mancando, continuou em campo, para que o Grêmio não ficasse com 10 jogadores.

Foi em desvantagem que o Grêmio levou o empate. Aos 43 minutos, Aceval bateu falta com perfeição, sobre a barreira. Dida nem se mexeu. No fim, grande pressão dos donos da casa, que, porém, não conseguiram acertar um cruzamento.

HUACHIPATO 1 x 1 GRÊMIO

HUACHIPATO - Veloso; Contreras, Aceval, Muñoz e Crovetto; Nuñez (Llanes), Reyes, Sandoval (Arrué) e González; Rodríguez e Falcone (Reynero).

Técnico - Jorge Pellicer.

GRÊMIO - Dida; Pará, Werley, Bressan e André Santos; Fernando, Souza, Adriano (Alex Telles) e Zé Roberto; Barcos (Kleber) e Vargas (Welliton).

Técnico - Vanderlei Luxemburgo.

GOL - Zé Roberto, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Aceval, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Martin Vasquez (Uruguai).

CARTÕES AMARELOS - Muñoz, Arrué, Fernando, Vargas, Pará e Zé Roberto.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio CAP, em Talcahuano (Chile).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.