Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio sofre empate no final e perde chance de liderar o Campeonato Gaúcho

Tricolor vê São José buscar empate por 1 a 1 aos 42 do 2º tempo

Estadão Conteúdo

19 Fevereiro 2017 | 21h50

Após levar um gol aos 42 minutos do segundo tempo, neste domingo, o Grêmio ficou no empate por 1 a 1 com o São José-RS e desperdiçou a chance de assumir a liderança do Campeonato Gaúcho, após quatro rodadas. A partida ainda foi seguida de perto pelos torcedores do Internacional, já que uma vitória do São José colocaria o time colorado na zona de rebaixamento.

A igualdade deixou o Grêmio com sete pontos, na terceira posição do torneio, enquanto o Novo Hamburgo lidera com nove pontos ainda sem ter entrado em campo nesta quarta rodada. Já o São José, que marcou o seu primeiro gol no Gauchão neste domingo, se manteve na vice-lanterna do torneio, com os mesmos três pontos do Internacional, mas pior nos critérios de desempate.

A partida iniciou com dois bons ataques do São José. Aos três minutos, o gremista Jailson foi desarmado na entrada da área, Rafinha dominou e chutou cruzado, mas mandou à esquerda. Pouco depois, após lance de contra-ataque, Carrilho bateu forte no meio do gol e o goleiro Marcelo Grohe espalmou para escanteio.

Após o susto inicial, o Grêmio acordou para a partida. Aos oito minutos, Miller Bolaños tabelou com Ramiro, driblou dois marcadores dentro da área e bateu, obrigando Fábio a fazer uma boa defesa. Cinco minutos depois, o goleiro do São José apareceu novamente, cortou cruzamento, mas mandou na cabeça de Maicon. O capitão tricolor, no entanto, mandou para fora.

Melhor em campo, os donos da casa seguiram pressionando para abrir o placar. Aos 17 minutos, Fábio fez uma boa defesa em chute de Marcelo Oliveira. Em seguida, Jailson roubou pelo meio e bateu de longe, mas a bola saiu por cima do gol.

Apesar de ter menor controle da posse de bola, o São José não recuou completamente. Aos 25 minutos, Claudio aproveitou-se de erro na saída de bola de Maicon, avançou pela direita e, sem ângulo, chutou na rede pelo lado de fora. Até o intervalo, os visitantes chegaram a entrar na área com perigo mais duas vezes, mas a defesa gremista conseguiu evitar as finalizações.

A segunda etapa começou com o Grêmio novamente tomando conta da bola, enquanto que o São José buscava os contragolpes. Aos dois minutos, Bolaños tentou voleio, mas mandou longe. Já aos cinco, Fernandinho recebeu na área e chutou forte, rasteiro, mas o goleiro Fábio caiu bem no canto direito para evitar o gol tricolor.

No entanto, aos 17 minutos, Fábio não conseguiu deter o ataque gremista. Bolaños recebeu pela esquerda, tocou para Lincoln e correu para receber por trás da zaga. O jovem meia - que havia entrado um minuto antes no lugar de Jailson - devolveu de primeira, o equatoriano matou e chutou na saída do goleiro para fazer 1 a 0. No lance do gol, o atacante ajeitou a bola com o braço esquerdo e os jogadores do São José reclamaram bastante, mas a arbitragem não viu a irregularidade.

Após o gol, as duas equipes diminuíram o ritmo na criação de jogadas. Enquanto o Grêmio voltou a apostar nas trocas de passe, o São José buscava roubar a bola. A partida ficou mais truncada no meio de campo e os visitantes conseguiram buscar o empate aos 42 minutos. Após Maicon perder a bola no meio de campo, Márcio avançou até a linha de fundo e cruzou para trás para Rafinha bater rasteiro e garantir o 1 a 1 no placar.

Maicon foi bastante criticado e vaiado pelos torcedores por conta da falha e, após o apito final, foi tirar satisfações e discutiu com torcedores nas arquibancadas da Arena. "Eu não poderia fazer falta, porque já tinha um cartão amarelo e seria expulso. Depois que perdi a bola, eles avançaram por um espaço muito grande do campo, então foi um erro coletivo. Fui explicar isso a quem estava me criticando. Precisa ver a situação como um todo", disse o meio-campista em entrevista ao SporTV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.