Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Grêmio supera forte retranca, sufoco no fim e passa pelo Caxias

Time faz 3 a 1 e acaba com jejum de um mês sem vitórias na arena

Estadão Conteúdo

07 Março 2015 | 20h49

Em um jogo com nível técnico bem fraco no início, mas com um ritmo emocionante nos últimos 30 minutos, o Grêmio venceu o Caxias por 3 a 1 pela nona rodada da primeira fase do Campeonato Gaúcho, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Com o resultado, o time fica em posição que garante classificação para a próxima fase, na terceira colocação, com 14 pontos, e encerra um jejum de um mês sem ganhar em seu estádio.

A partida começou sonolenta, com muitas disputas no meio-campo e poucas jogadas perigosas. O Caxias ficou atrás, tentando explorar os contra-ataques. E o Grêmio não parecia encontrar "a chave" para abrir o cadeado do ferrolho do interior. 

Douglas quebrou o marasmo da partida com um golaço, aos 41 minutos de jogo. Com maestria, o meia bateu na bola com muito efeito e, com a colaboração do goleiro Renan, do Caxias, fez um gol olímpico, na expressão literal do termo.

Na volta do intervalo, as duas equipes mostraram mais pegada e ofereceram aos mais de 23 mil torcedores uma partida mais interessante. Aos 27 do segundo tempo, Marcelo Oliveira ampliou o marcador após rebote do goleiro Renan em chute de Everaldo.

Com o gol, o Caxias saiu de sua retranca e começou a ameaçar o gol gremista. E aos 30, o time de Caxias do Sul descontou com Vanderlei, de cabeça, em falha grotesca do goleiro Marcelo Grohe, recém-convocado para a seleção por Dunga.

Aos 37, após pressão constante do Caxias e o perigo do empate rondando a meta do inseguro Grohe, Yuri Mamute resolveu o confronto na Arena. O atacante, ex-Botafogo, recebeu livre atrás dos zagueiros, passou pelo goleiro e deu números finais ao duelo.

Mais conteúdo sobre:
futebol Campeonato Gaúcho Grêmio Caxias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.