Grêmio toma gol no final e é eliminado da Sul-Americana

Com um gol de pênalti do ex-colorado Rentería, aos 48 minutos do segundo tempo, o Grêmio perdeu de virada pelo Millonarios por 3 a 1, nesta quinta-feira, no estádio El Campín, em Bogotá, e foi eliminado nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Por ter vencido o jogo de ida por 1 a 0, em Porto Alegre, há 15 dias, o time gaúcho estava se classificando até os instantes final da partida por ter marcado um go, fora de casa.

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2012 | 00h32

A eliminação do Grêmio definiu que o São Paulo - classificado na semana passada ao passar facilmente pela Universidad de Chile, a atual campeã - terá pela frente nas semifinais uma outra equipe chilena. Desta vez será a Universidad Católica e o duelo de ida, em Santiago, deverá acontecer na próxima quinta. A volta, no Morumbi, deverá ser marcada para o próximo dia 28. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmará datas e locais nesta sexta. A outra semifinal será entre Millonarios e Tigre, da Argentina.

Ao Grêmio, resta agora lutar pelo segundo lugar do Campeonato Brasileiro - já conquistado antecipadamente pelo Fluminense - para entrar na Copa Libertadores de 2013 já na fase de grupos. O time gaúcho, com 66 pontos, enfrenta neste domingo a Portuguesa, em São Paulo, pela 36.ª rodada. Seus concorrentes são o Atlético Mineiro, com 65, e o São Paulo, com 59.

Em campo, o Grêmio parecia que se classificaria com facilidade, mesmo jogando em Bogotá. Logo aos 12 minutos de jogo, o time gaúcho abriu o placar com o gol do zagueiro Werley, que aproveitou um rebote do goleiro Luis Delgado em falta cobrada pelo volante Leo Gago. Depois, não permitiu que o Millonarios o incomodasse no ataque - tanto que Marcelo Grohe não fez nenhuma defesa até o intervalo.

Na segunda etapa, o Grêmio começou melhor e com mais posse de bola, mas uma falha defensiva, aos 15 minutos, permitiu o gol de empate do Millonarios e reacendeu os colombianos. Livre na entrada da área, o atacante Wilberto Cosme recebeu a bola e tocou na saída de Grohe, no canto esquerdo. A bola bateu no pé da trave e entrou.

Com a igualdade, o Millonarios foi todo ao ataque e conseguiu a virada aos 35 minutos. Cosme, de dentro da área, cruzou na cabeça de Wason Rentería, que estava livre na pequena área. O atacante só teve o trabalho de colocar a bola no lado oposto de Marcelo Grohe para fazer 2 a 1.

O resultado ainda classificava o Grêmio, que resolveu se fechar todo na defesa. Só que um pênalti cometido por Werley em Yhonny Ramírez, aos 46 minutos, colocou tudo a perder. Rentería, que fez história no rival Internacional, virou o carrasco gremista ao bater no canto esquerdo alto de Grohe e marcar o gol da heroica classificação do Millonarios.

FICHA TÉCNICA

MILLONARIOS-COL 3 x 1 GRÊMIO

MILLONARIOS-COL - Luis Delgado; Lewis Ochoa, Román Torres (Osvaldo Henríquez), Pedro Franco e Jarol Martínez; Yhonny Ramírez, Harrison Otálvaro, Juan Ortiz (José Tancredi) e Mayer Candelo (Omar Vásquez); Wason Rentería e Wilberto Cosme. Técnico: Hernán Torres.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Pará, Werley, Gilberto Silva e Anderson Pico; Souza, Léo Gago, Fernando, Marco Antônio (Elano) e Zé Roberto; Marcelo Moreno (Kléber)(André Lima). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOL - Werley, aos 12 minutos do primeiro tempo; Wilberto Cosme, aos 15, e Wason Rentería, aos 35 e aos 48 (pênalti) minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Yhonny Ramírez (Millonarios-COL); Werley, Pará, Anderson Pico e Zé Roberto (Grêmio).

ÁRBITRO - Carlos Vera (Fifa/Equador).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio El Campín, em Bogotá (Colômbia).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.