Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Grêmio toma sufoco, mas derrota Iquique por 3 a 2 e lidera grupo na Libertadores

Resultado garante time gaúcho na liderança do Grupo 8

Estadao Conteudo

12 de abril de 2017 | 00h06

Parecia uma vitória tranquila, que tinha tudo para se transformar em uma goleada. Só pareceu mesmo. Nesta terça-feira, o Grêmio foi arrasador no primeiro tempo e abriu 3 a 0 contra o Deportes Iquique, para alegria de seu torcedor. Mas depois do intervalo o time brasileiro "parou" em campo, permitiu dois gols dos chilenos e passou sufoco até o final para garantir o triunfo por 3 a 2, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, que lhe garantiu a liderança do Grupo 8 da Copa Libertadores, após duas rodadas.

Com seis pontos, o Grêmio assumiu isoladamente a chave, mas pode ter a companhia do Guaraní, do Paraguai, que tem três e nesta quarta-feira recebe o Zamora, da Venezuela, em Assunção. Na semana que vem, no dia 20 (quinta-feira), pela terceira rodada, o time brasileiro jogará na capital paraguaia. O Deportes Iquique, sem ponto algum até o momento, um dia antes atuará em solo venezuelano.

Em campo, o Grêmio foi espetacular logo nos primeiros minutos. Exercendo pressão no campo adversário, o time brasileiro não deixou os chilenos jogar. Com calma, marcou três gols, mas poderia ter feito muito mais. O destaque foi Luan, autor dos dois primeiros - aos 15 minutos, chutou de fora da área e contou com a ajuda do goleiro Brayan Cortéz; e, aos 23, recebeu livre na entrada da área e deu uma cavadinha na saída do arqueiro do Deportes Iquique.

Pouco depois, Pedro Rocha arrancou em velocidade, invadiu a área e foi derrubado pelo marcador. O pênalti, aos 28 minutos, foi muito bem batido pelo atacante equatoriano Bolaños no canto esquerdo baixo de Brayan Cortéz. Placar de 3 a 0 e promessa de mais na Arena Grêmio.

Só ficou na promessa mesmo. Depois do intervalo, o Grêmio simplesmente "apagou" em campo. Não teve mais força ofensiva, principalmente após a saída do veterano Léo Moura, que jogou no meio de campo, e viu o Deportes Iquique atacar com mais objetividade. O atual líder invicto do Campeonato Chileno soube explorar as falhas gremistas e marcou dois gols - aos 15 minutos com Rafael Caroca, após escanteio da direita, e aos 22 com Misael Dávila, em jogada pela esquerda e finalização na entrada da área.

Para sorte do Grêmio, o Deportes Iquique não teve mais forças e não assustou mais o gol defendido por Marcelo Grohe. No ataque, a entrada do paraguaio Lucas Barrios e de Fernandinho deu mais rapidez aos gremistas, que perderam algumas oportunidades, mas puderam comemorar a vitória em casa.

OUTROS JOGOS

Mais três partidas foram realizadas nesta terça-feira pela Libertadores. E todas aconteceram em grupos com times brasileiros na disputa. O Palmeiras, por exemplo, perdeu a liderança do Grupo 5 com a vitória de virada do Jorge Wilstermann sobre o Atlético Tucumán, da Argentina, por 2 a 1, em Cochabamba, na Bolívia, pela terceira rodada. Os boliviano foram a seis pontos, contra quatro dos palmeirenses.

Em Assunção, que venceu de virada foi o Godoy Cruz, da Argentina, contra o Libertad por 2 a 1. Assim, o time argentino foi a quatro pontos no Grupo 6, após dois jogos. Nesta quinta-feira, o Atlético Mineiro recebe o Sport Boys, da Bolívia, e pode empatar com o Godoy Cruz na liderança.

Por fim, em La Plata, na Argentina, o Barcelona, de Guayaquil (Equador), surpreendeu o Estudiantes ao vencer por 2 a 0, pela segunda rodada do Grupo 1. Com seis pontos, os equatorianos lideram a chave e podem ter a companhia do Botafogo, que tem três e pega o Atlético Nacional, na Colômbia, nesta quinta-feira. A partida desta terça marcou a reestreia do volante Juan Sebastián Verón, de 42 anos, no Estudiantes.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Ramiro, Maicon (Fernandinho), Léo Moura (Michel Santos), Bolaños (Lucas Barrios) e Pedro Rocha; Luan. Técnico: Renato Gaúcho.

DEPORTES IQUIQUE - Brayan Cortéz; Enzo Guerrero, Hernán Lopes, Mauricio Zenteno e Tomás Charles; Rafael Caroca, Misael Dávila, Luis Bustamante e Reynero (Riquero); Diego Torres (Bielkiewecz) e Álvaro Ramos. Técnico: Jaime Vera.

GOLS - Luan, aos 15 e aos 23, e Bolaños (pênalti), aos 28 minutos do primeiro tempo; Rafael Caroca, aos 15, e Misael Dávila, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ramiro, Marcelo Oliveira e Bolaños (Grêmio); Luis Bustamante, Tomás Charles, Rafael Caroca, Hernán Lopes e Mauricio Zenteno (Deportes Iquique).

ÁRBITRO - Esteban Ostojich (Fifa/Uruguai).

RENDA - R$ 1.105.541.

PÚBLICO - 28.235 pagantes (30.343 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmiofutebolLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.