Grêmio treina pênaltis e Renato Gaúcho não define substituto de Pedro Rocha

Atacante está suspenso por expulsão na primeira partida da final

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2016 | 13h48

O Grêmio está na reta final de preparação para a partida de volta da decisão da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG. Neste domingo, a equipe comandada pelo técnico Renato Gaúcho realizou um treinamento no CT Luiz Carvalho e, após atividade tática, deu ênfase às cobranças de pênaltis.

A equipe tricolor tem uma boa vantagem, pois venceu o primeiro jogo da final por 3 a 1 fora de casa e pode até perder por um gol de diferença para se sagrar campeã do torneio. As duas equipes se enfrentam às 21h45 da próxima quarta-feira, na Arena do Grêmio.

Neste domingo, sob o comando de Renato Gaúcho, o elenco atuou em metade do gramado, foi dividido em três grupos, com enfrentamento entre duas delas a cada três minutos. Esta foi uma atividade de forte intensidade, exigindo muita movimentação dos jogadores.

Em seguida, os atletas treinaram as penalidades. Ao final do trabalho, como fez ao longo de toda a semana, o treinador reuniu todos os atletas no centro do campo para passar orientações em uma conversa reservada.

Assim, Renato Gaúcho adiou a definição do substituto do atacante Pedro Rocha, único desfalque certo para o jogo da volta. O jogador foi expulso no jogo de ida após levar o segundo cartão amarelo por falta violenta - levou o primeiro por ter tirado a camisa na comemoração do segundo dos dois gols que marcou naquela partida. Everton é o mais cotado para substitui-lo.

A próxima atividade do Grêmio acontece somente às 16h de segunda-feira, desta vez na Arena do clube. De acordo com o clube, a primeira parte do trabalho será fechada à imprensa e, logo após o treino, a delegação dará início à concentração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.