Grêmio vai à semifinal da Mercosul

O Grêmio se classificou para as semifinais da Copa Mercosul ao derrotar a equipe argentina do Talleres por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Córdoba. Os dois gols do jogo foram marcados no segundo tempo. Rubens Cardoso fez aos 4 minutos e Emerson ampliou aos 47. O time gaúcho foi para a Argentina precisando vencer, já que na partida de ida, em Porto Alegre, havia empatado em 0 a 0. Nas semifinais, o Grêmio vai enfrentar o Flamengo, que na quarta-feira goleou o Independiente (ARG) por 4 a 0. A primeira partida da semifinal está marcada para Brasília.O primeiro tempo foi muito ruim tecnicamente. Grêmio e Talleres se preocuparam tanto em destruir, que se esqueceram de jogar de futebol. Assim, o que se viu nos primeiros 45 minutos foi um amontoado de jogadores atuando de intermediária a intermediária; dividindo bolas muitas vezes de maneira desleal, e dezenas de faltas que tinham como única função impedir a progressão do adversário. Os goleiros Danrlei (Grêmio) e Cuenca (Talleres) quase não tocaram na bola.Sem o meio-campista Zinho, machucado, o Grêmio tinha força de marcação, mas nenhuma criatividade. As raras vezes em que chegou ao gol adversário, foram resultado de lançamentos longos a partir da defesa. A partida começou como se esperava. Mais confiante, o Talleres foi ao ataque e por pouco não marcou na primeira vez que foi à frente, aos 2 minutos. Garay invade a área e chuta à meia altura. Danrlei faz boa defesa. A partir daí, o nível técnico da partida despencou num abismo. Os argentinos só tinham disposição e brasileiros abusavam da marcação. O Talleres chegaria com perigo ao gol gremista em duas outras oportunidades - aos 27 e aos 46, ambas com Cuba. Mas nada que assustasse tanto. O Grêmio esteve ainda pior. Chegou duas vezes ao gol de Cuenca em todo o primeiro tempo - ambas com Luis Mário. No segundo tempo a história mudou. No primeiro ataque, aos 4 minutos, o Grêmio chegou ao gol. Luis Mário foi lançado na direita e a defesa argentina parou pedindo impedimento. O gremista se aproveitou do erro; entrou livre na área e cruzou para o lado esquerdo, onde Rubens Cardoso aparecia sozinho. Cardoso só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol. O jogo ficou da forma como o Grêmio queria. Fechado na defesa, o time brasileiro passou a utilizar os contra-ataques. E o fez muito bem. Explorando a velocidade de Luis Mário, o time gaúcho chegou várias vezes com perigo ao gol argentino. Poderia ter feito pelo menos mais três, antes de conseguir o segundo gol. Num contra-ataque rápido, já nos descontos, Luis Mário tocou para Emerson que, de fora da área, manda no ângulo para fazer 2 a 0.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.