Grêmio vai retrancado para Belém

Sem opções para montar um time agressivo, o técnico Dario Pereyra vai colocar o Grêmio na retranca, nesta quinta-feira, contra o Paysandu, em Belém, escalando os volantes Amaral, Émerson e Edu. No meio-campo, o único armador será o lateral-esquerdo Douglas, improvisado na nova posição. É assim, descaracterizado e com ambições limitadas, que o tricolor gaúcho lutará para garantir um empate, resultado suficiente para conquistar o 19º ponto e encerrar a rodada ainda fora da zona de rebaixamento. Ex-treinador do Paysandu, Dario Pereyra conhece bem o adversário e fala em resguardar a defesa e cuidar especialmente de Róbson, que define como ?um goleador perigoso". Sem sonhos em Belém, o Grêmio acredita que a volta dos titulares Tinga, Carlos Miguel e Caio, no domingo, contra o Vasco, vai encerrar a fase de turbulência e iniciar a recuperação do time no Campeonato Brasileiro. O problema é que o volante Tinga, com proposta do Dínamo de Kiev, pode voltar só para se despedir, assim como Ânderson Polga, que vai para o Sporting, e Amaral, acertado com um time do Catar. Desde que foi eliminado da Libertadores, o Grêmio já perdeu Gilberto, Rodrigo Fabri e Luís Mário e dispensou Basílio. A única reposição é o zagueiro panamenho Baloy.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 17h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.