Grêmio vence Avaí fora de casa e respira no Campeonato Brasileiro

Time gaúcho ganha por 2 a 1 na Ressacada e afunda rival, que continua na vice-lanterna

Júlio Castro, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 18h38

FLORIANÓPOLIS - O Avaí deu mais um passo atrás na briga contra o rebaixamento para a segunda divisão. Jogando em casa, neste domingo, perdeu por 2 a 1 para o Grêmio e permanece na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro com 22 pontos. Foi a sexta apresentação seguida do Avaí na competição sem vitória. O Grêmio, que vinha de duas derrotas e já convivendo com a ameaça de entrar na zona de rebaixamento, ganhou fôlego novo, chegando a 33 pontos.

Fraco tecnicamente, com raros lampejos de jogadas que pudessem prender a atenção do pequeno público presente na Ressacada. Foi assim o primeiro tempo da partida caracterizada pela forte marcação imposta pelas duas equipes, especialmente no setor de meio de campo. O técnico Toninho Cecílio inovou ao promover as estreias do lateral-esquerdo Fernandinho e o volante Júnior Urso, que chegaram esta semana ao clube.

As inovações na equipe avaiana foram pouco produtivas. Com limitações técnicas diante de um adversário fechado e sem dar espaços para a criação de jogadas, o Avaí arriscou pouco. A tentativa mais perigosa foi protagonizada por William, aos 28 minutos, escorando para fora um cruzamento de Fernandinho.

Sem ameaças, o Grêmio passou a arriscar-se mais e conseguiu êxito somente aos 42 minutos, com o lateral Mário Fernandes. Convicto, ele rompeu a marcação em direção ao gol, esperou a saída do goleiro Felipe e chutou fraco, para o fundo.

A situação avaiana ficou ainda mais dramática logo aos 23 segundos da etapa final. Instantes depois da saída de bola, coube ao atacante Douglas ampliar em assistência feita por Escudeiro aproveitando-se da mal posicionada defesa avaiana.

Incrédula, a pequena torcida avaiana nas arquibancadas se mostrava estática por conta da inércia e falta de inspiração da equipe em campo. O Grêmio também não fez por merecer elogios. Vencendo a partida no oportunismo e fragilidade do adversário, a partir dos 20 minutos passou a valorizar a posse de bola na tentativa de segurar a vantagem no placar. Teve a responsabilidade ampliada ao sofrer o gol do meia Pedro Ken aos 25 minutos escorando uma cobrança de escanteio.

O Avaí, então, passou a pressionar, porém desordenado, representou pouca ameaça à defesa da equipe gaúcha que deixou Florianópolis aliviada com a pressão sofrida a partir dos últimos resultados negativos. Na rodada do próximo final de semana, o Avaí joga sábado diante do Bahia, em Salvador. Já o Grêmio, em casa, domingo, recebe o Cruzeiro

AVAÍ 1 x 2 GRÊMIO

AVAÍ - Felipe; Arlan (Cleverson), Gustavo Bastos, Gian e Fernandinho; Júnior Urso, Batista (Rafael Coelho), Pedro Ken e Lincoln; Robinho (Estrada) e William. Técnico: Toninho Cecílio.

GRÊMIO - Victor; Mário Fernandes, Edcarlos, Rafael Marques e Julio Cesar; Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Escudero (Bruno Collaço) e Marquinhos (Adilson); Douglas e André Lima (Brandão). Técnico: Celso Roth.

Gols - Mário Fernandes, aos 42 minutos do primeiro tempo; Douglas, aos 23 segundos, e Pedro Ken aos 25 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Paulo Cesar de Oliveira (Fifa/SP).

Cartões amarelos - Gustavo Bastos, Estrada e Gilberto Silva.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.