Grêmio vence o Coritiba e sai do sufoco no Brasileirão

PORTO ALEGRE - O Grêmio venceu o Coritiba por 2 a 0 neste domingo, no Olímpico, e evitou a queda para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, que seria possível em caso de empate e inevitável em caso de derrota. Com a vitória, o time gaúcho saltou de oito para 11 pontos na classificação. Entre os concorrentes que ultrapassou está o próprio Coritiba, que segue com dez pontos.

Elder Ogliari, Agência Estado

10 de julho de 2011 | 18h24

Apesar do placar, o Coritiba tem muito a lamentar, porque poderia ter definido o jogo no primeiro tempo, quando manteve o Grêmio sob controle e em alguns contra-ataques eficientes teve boas chances para marcar. Em três delas, Leonardo, Marcos Aurélio e Léo Gago acertaram seus chutes, mas o goleiro Marcelo Grohe fez defesas espetaculares e salvou o Grêmio.

O Grêmio conseguiu reverter a situação no segundo tempo. Douglas e Leandro passaram a se movimentar mais, escaparam da marcação e abriram espaços para a equipe da casa estabelecer o domínio que havia faltado na etapa inicial. Em apenas dez minutos, o time gaúcho teve quatro chances para abrir o placar, mas três finalizações, de Escudero, Leandro e André Lima, saíram para fora. A outra, de Escudero, foi defendida por Edson Bastos.

Aos 17 minutos, enfim, o Grêmio abriu o placar. Mário Fernandes fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Gilberto Silva marcar, de cabeça. Aos 25 minutos, em outro lance coletivo, Leandro cruzou da direita e Douglas deixou a bola passar para André Lima desviá-la do goleiro.

Logo depois, aos 27 minutos, em cobrança de falta, Douglas mandou a bola no poste de Edson Bastos. No restante do jogo, o Grêmio tratou de reter a bola enquanto o Coritiba não encontrava caminhos para reagir.

GRÊMIO - 2 - Marcelo Grohe; Gabriel, Mário Fernandes, Rafael Marques e Neuton (Bruno Collaço); Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Escudero (Willian Magrão) e Douglas; Leandro e André Lima (Miralles). Técnico: Julinho Camargo.

CORITIBA - 0 - Édson Bastos, Jonas, Emerson, Pereira e Eltinho; Marcos Paulo, Léo Gago, Tcheco (Bill) e Everton (Anderson Aquino); Leonardo e Marcos Aurélio (Éverton Ribeiro). Técnico: Marcelo Oliveira.

Gols - Gilberto Silva, aos 17, e André Lima, aos 25 minutos do segundo tempo; Árbitro - Sandro Meira Ricci (DF); Cartões amarelos - Rafael Marques, Edson Bastos, Jonas, Emerson e Pereira; Público - 16.988 espectadores (13.706 pagantes); Renda - R$ 252.117,00; Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.