Divulgação
Divulgação

Grêmio vence o Náutico e sobe para 3º no Brasileirão

Time gaúcho ultrapassa o Atlético-PR e está apenas dois pontos atrás do Botafogo

MONICA BERNARDES, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 00h10

RECIFE - Em uma partida com poucas emoções e muita irritação - da torcida alvirrubra - o Grêmio venceu, nesta quarta-feira, o Náutico por 2 a 0, na Arena Pernambuco, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe gaúcha assumiu a terceira posição na tabela, com 37 pontos, ultrapassando o Atlético-PR.

Por outro lado, o Náutico vive situação desesperadora e, com nove pontos, se mantém na lanterna, com uma diferença de nada menos que 13 pontos do 16.º colocado, o Flamengo. No próximo domingo, pela 21.ª rodada, o Grêmio enfrenta o Atlético Mineiro, em casa. Já o Náutico encara o Vitória no Barradão.

O primeiro tempo da partida foi marcado pela apatia e lentidão alvirrubra. A equipe manteve-se na marcação, com poucas tentativas de ataque. Era marcar mais do que atacar, como vem sendo sob o comando de Levi Gomes. Na única chance real de gol do Náutico, aos 11 minutos, Tiago Real bateu falta da intermediária. Dida quase foi surpreendido, chegou a soltar a bola, mas pegou antes que algum jogador da equipe pernambucana se aproveitasse da falha.

Aos 25 minutos, a qualidade técnica do Grêmio fez a diferença. Pará, da direita, fez um belíssimo lançamento para Zé Roberto, dentro da área. O veterano ganhou na corrida e cabeceou voltando para o meio, de onde surgia Kléber. O zagueiro Leandro Amaro tentou evitar o gol e acabou atropelando o atacante gremista, provocado o pênalti. Barcos foi para a cobrança, colocou no canto, com pouca força. Gideão foi nela, mas não conseguiu pegar.

Com a desvantagem, o Náutico teve de sair mais e aos 30 minutos, Helder até chegou ao gol, depois de disputa aérea entre Olivera e um zagueiro gremista. Mas o jogador alvirrubro estava em posição irregular. O gol foi anulado, encerrando a primeira etapa com o placar em favor dos visitantes.

A equipe gaúcha iniciou o segundo tempo avançando no campo adversário. Aos 12 minutos, Ramiro arriscou subida pela meia e finalizou. Gideão segurou com esforço e evitou a ampliação do placar gremista. Em uma tentativa de reação, aos 21 minutos, Derley lançou para Martinez pela meia esquerda, animando a torcida, mas logo em seguida, o goleiro Dida deu um banho de água fria nos alvirrubros.

O Náutico seguia buscando e, aos 24 minutos, Dadá apoiou pela esquerda e buscou Olivera na área, mas novamente Dida ficou com a bola. Mantendo a estratégia de ataque, o Grêmio voltou a levar perigo ao gol alvirrubro aos 34 minutos, quando Zé Roberto cruzou da esquerda para a área. Souza desviou e Gideão fez boa defesa. Dois minutos depois, Maxi Rodríguez tocou a bola na entrada da área e Paulinho pegou de primeira, sem defesa para Gideão.

FICHA TÉCNICA:

NÁUTICO 0 X 2 GRÊMIO

NÁUTICO - Gideão; Auremir (Morales), Jean Rolt, Leandro Amaro e Dadá; Elicarlos, Helder (Martinez), Derley e Tiago Real (Maikon Leite); Hugo e Olivera. Técnico: Levi Gomes.

GRÊMIO - Dida; Bressan, Rodolpho e Gabriel; Pará, Ramiro, Souza, Zé Roberto e Wendell (Paulinho); Barcos e Kleber (Maxi Rodríguez). Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS - Barcos, aos 26 minutos do primeiro tempo. Paulinho, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco de Assis Almeida Filho (CE).

CARTÕES AMARELOS - Jean Rolt (NAU); Ramiro (GRE).

PÚBLICO - 6.815 torcedores.

RENDA - R$ 159.010,00.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoNáuticoGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.