Grêmio volta com apenas 19 jogadores

O Grêmio voltou às atividades nesta quinta-feira com apenas 19 jogadores, número insuficiente sequer para um treino coletivo. Durante as férias, nada menos do que 13 atletas deixaram o clube, entre eles todos os que tinham algum renome, como Danrlei, Anderson Lima, Roger, Gavião, Tinga, Gilberto e Caio. O primeiro reforço só foi anunciado pouco antes do treino. É o lateral-direito Michel, vinculado ao Santos e que estava emprestado ao Goiás. Para compor o grupo, o técnico Adílson Batista chamou dos juvenis os volantes Caçapa, de 15 anos, e Lucas, de 16 anos. Apesar das limitações, Adílson anunciou que quer chegar às finais de todos os campeonatos que disputar. Também confirmou as exigências que havia anunciado no final do ano passado. Jogador do Grêmio não pode usar cabelo comprido, nem brincos e nem camisa solta. O técnico acredita que até a estréia no campeonato gaúcho, em 1º de fevereiro, os reforços chegarão. A penúria no Olímpico é tamanha que há até uma ameaça de greve. Os funcionários do clube, com salários atrasados há quatro meses, podem parar de trabalhar se não receberem pelo menos parte do pagamento nos próximos dias.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2004 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.