Arquivo/AE
Arquivo/AE

Gremistas minimizam derrota e evitam falar em Gre-Nal

Jogadores querem se concentrar nos outros rivais para embalar dentro do Campeonato Brasileiro

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2009 | 22h43

O Grêmio segue sem conseguir encaixar uma sequência de vitórias no Campeonato Brasileiro. Além disso, neste domingo o time gaúcho deixou mais uma vez escapar a chance de conquistar o seu segundo triunfo fora de casa. Mesmo assim, a equipe ainda segue perto do G-4, na sexta colocação. Talvez por isso, os gremistas prefeririam minimizar a derrota para o Goiás na chegada a Porto Alegre.    

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"A gente não pode só analisar as coisas pela derrota. Acho que foi um dos melhores jogos que o Grêmio fez fora de casa e isso tem que ser ressaltado", disse o meia Souza nesta segunda-feira. "Infelizmente acabamos perdendo no finalzinho. Não tivemos muita sorte, acho que eles tiveram mais sorte. Foi um jogo parelho, as duas equipes precisando do resultado", concordou o atacante Jonas.

Além de manter otimismo após o revés fora de casa, os jogadores do Grêmio também evitaram comentar sobre o possível caráter decisivo do próximo Gre-Nal. No clássico, marcado para o dia 25 de outubro, no Beira-Rio, pela 31.ª rodada, as duas equipe gaúchas podem chegar precisando da vitória para se aproximar de uma vaga na Copa Libertadores de 2010.

"A gente tem que viver cada coisa no seu tempo", alegou Souza. "Antes do Gre-Nal tem vários jogos, não adianta a gente começar a viver o Gre-Nal agora se ele é só no final de outubro. Primeiro o Sport, aí depois Coritiba, Corinthians", continuou, citando alguns dos próximos adversários do Grêmio. "Não adianta estar vivenciando uma coisa que não vai acontecer agora."

O discurso de Jonas, artilheiro do Brasileiro com 13 gols, foi parecido. "A gente tem que pensar a cada jogo. O Gre-Nal vai ser mais um jogo, onde o Grêmio vai precisar do resultado e o Inter também. Até lá não vai se definir nada. Vai definir sim faltando três, duas rodadas", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.