Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Gremistas revoltados com juiz

Os jogadores do Grêmio deixaram o campo do Bento Freitas revoltados com o juiz Edilson Soares da Silva, a quem atribuíram a culpa pela derrota para o Palmeiras, por 3 a 2, depois de estarem com vantagem de 2 a 0. Eles reclamaram da expulsão de Baloy e sobretudo do gol de empate, marcado com um toque de mão de Claudecir. Na seqüência, o goleiro Márcio foi expulso por reclamação e entrou no vestiário chutando a porta. Ao final do jogo, o zagueiro Claudiomiro estava entre os que tentaram cercar o juiz. Ele demonstrou indignação também com os cartolas do Grêmio. "Não entra nenhum diretor para cobrar de um cara desses", comentou. Tanto o vice-presidente de futebol quanto o técnico Cláudio Duarte trataram de tirar os jogadores de campo. "Se reclamarmos muito ele pode prejudicar ainda mais, mas é uma vergonha o que ele fez hoje", desabafou. "O que ele tinha de bobagens para fazer fez dentro do campo", avaliou Cláudio Duarte. "Temos sete partidas ainda e não podemos perder mais jogadores", concluiu, referindo-se à possibilidade de uma eventual agressão ser citada na súmula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.